PUBLICIDADE

Honda CR-V 2021 ganha itens de segurança e retoque visual

Importado dos Estados Unidos, Honda CR-V 2021 tem mudanças visuais, melhora multimídia e reforça segurança com eletrônica

21 jun 2021 15h37
ver comentários
Publicidade
Honda CR-V Touring 2021: modificação na grade fron tal
Honda CR-V Touring 2021: modificação na grade fron tal
Foto: Sergio Quintanilha / Guia do Carro

O Honda CR-V chegou à linha 2021 com um leve facelift. O SUV japonês é produzido nos Estados Unidos e já está com as modificações nas lojas da Honda a partir desta segunda (21). Rodamos um dia com o CR-V para confirmar o avanço do modelo nos itens eletrônicos de segurança e também na funcionalidade de alguns equipamentos.

O Honda CR-V é um carro da categoria D-SUV (grande). Neste facelift da quinta geração ele ganhou uma nova grade frontal, novas rodas de 18”, novo friso traseiro escurecido, assim como as lanternas e as novas saídas de escapamento, que são retangulares. O carro também estreia um novo teto solar panorâmico. Seu porta-malas tem 522 litros de capacidade.

Honda CR-V: novas rodas de 18" no modelo 2021.
Honda CR-V: novas rodas de 18" no modelo 2021.
Foto: Sergio Quintanilha / Guia do Carro

Por dentro, o console central do CR-V foi redesenhado. O acabamento interno imita madeira. O carro ganhou carregamento de celular por indução, teve um reposicionamento das entradas USB dianteiras e adicionou um botão de girar para o controle de volume de áudio na tela multimídia de 7”. O Honda traz ainda Head-Up Display e sistema Start-Stop com Auto Hold.

Houve boa evolução na parte de segurança. O CR-V 2021 é o segundo modelo da marca a adotar o Honda Sense, que melhora a assistência ao condutor. O primeiro foi o Accord. O Honda Sensing traz piloto automático adaptativo, sistema de frenagem para mitigação de colisão, assistente de permanência em faixa e sistema para mitigação de evasão de pista. O ACC (piloto automático adaptativo) funciona entre 40 e 145 km/h.

Honda CR-V Touring 2021: teto solar panorâmico aumenta bem-estar a bordo.
Honda CR-V Touring 2021: teto solar panorâmico aumenta bem-estar a bordo.
Foto: Honda / Divulgação

O Motor continua sendo o 1.5 turbo a gasolina de 190 cv de potência (5.600 rpm) e 240 Nm de torque (2.000 a 5.000 rpm). O câmbio é CVT de 7 marchas. Este tipo de transmissão tem foco na economia de combustível. Mas o carro é grande e pesado, por isso faz 10,4 km/l de gasolina na cidade e 11,9 km/l na estrada. O motor tem injeção direta e quatro cilindros em linha com duplo controle de tempo de abertura das válvulas. 

O Honda CR-V é um carro bastante seguro, por isso disputa com o Toyota RAV4 e o Volkswagen Tiguan o posto de SUV mais vendido do mundo, com vários registros de vitória nessa guerra de gigantes. O carro tem um sistema de tração nas quatro rodas Real Time AWD, que facilita a vida do motorista. O próprio sistema de tração maximiza o uso da aderência e capacidade de subida disponíveis. A operação é completamente automática.

Honda CR-V é vendido em apenas uma versão: Toruing com motor 1.5 turbo.
Honda CR-V é vendido em apenas uma versão: Toruing com motor 1.5 turbo.
Foto: Sergio Quintanilha / Guia do Carro

Rodando, o Honda CR-V é um carro bastante agradável. A disponibilidade da tração integral é um diferencial de versatilidade e segurança, na pista molhada. O SUV japonês é bastante espaçoso e tem uma posição de dirigir bem elevada. Não é um carro que entregue prazer ao dirigir na questão do desempenho e do comportamento dinâmico, mas ele atende muito bem sua proposta na entrega de conforto, maciez e confiabilidade. Ele acelera de 0 a 100 km/h em 10,1 segundos e atinge 201 km/h de máxima.

Vendido em versão única (Touring) e sem opcionais, o Honda CR-V custa R$ 264.900, exceto no Estado de São Paulo e na cidade de Manaus (AM). O carro está disponível nas cores Topaz White Pearl, Crystal Black Pearl e Platinum Silver Metallic, com três opções de acabamento interno, dependendo da cor externa: marfim, preto ou cinza. O modelo possui garantia de três anos, sem limite de quilometragem.

A expectativa da Honda é vender 500 unidades do CR-V este ano. A Honda não quis informar se o CR-V será um dos modelos eletrificados da marca até 2023. O primeiro foi o novo sedã Accord. Em 2018, a Honda anunciou que venderia três carros híbridos no país até 2023. Os rumores do mercado indicam que os próximos serão o novo Civic e o novo HR-V, ambos com geração nova. O CR-V tem versão híbrida em outros mercados.

Honda Civic Si 2020 mantém câmbio manual de 6 marchas:

 

Guia do Carro
Publicidade
Publicidade