PUBLICIDADE

BYD Tan: já dirigimos novo SUV elétrico da marca chinesa

Terceira marca mais valiosa do mundo, BYD estreia no Brasil com o modelo Tan EV, um SUV elétrico de 7 lugares e 517 cavalos

29 nov 2021 18h49
| atualizado às 20h42
ver comentários
Publicidade
BYD Tan EV
BYD Tan EV
Foto: BYD / Divulgação

A marca chinesa BYD apresentou na pista do Haras Tuiuti (SP) seu primeiro automóvel para o mercado brasileiro. Trata-se do Tan EV, um SUV de 7 lugares com dois motores elétricos e potência combinada de 517 cv de potência. Já tivemos oportunidade de dirigir o carro em circuito fechado.

Embora seja desconhecida do público brasileiro, a BYD é a montadora chinesa mais valorizada pelo mercado. O nome da marca é a sigla em inglês de Build Your Dreams (Construa Seus Sonhos). A pronúncia correta da palavra BYD é “Bi-uai-di”, mas os executivos da marca estão cientes de que ela pode se popularizar como "Be-ípsilon-de” ou “Bid”.

BYD Tan EV
BYD Tan EV
Foto: BYD / Divulgação

Com valor estimado em US$ 133 bilhões, ela só perde para a Tesla (americana) e para a Toyota (japonesa). Para ser mais valorizada do que a poderosa Volkswagen (alemã), a BYD construiu sua força no mercado de veículos elétricos. Ela é a líder mundial em vendas de ônibus elétricos e durante oito anos foi a líder na venda de carros elétricos na China.

O BYD Tan vem importado de Shenzhen, na China. O carro impressiona em vários sentidos. Primeiro pelo porte. Com 4,870 m de comprimento e 2,820 m de distância entre-eixos, ele chega para brigar diretamente com SUVs de grande porte como o Volvo XC90, o Porsche Cayenne (híbridos), o Chevrolet Trailblazer e o Toyota SW4 (SUVs 4x4 tradicionais com motor a combustão).

BYD Tan EV
BYD Tan EV
Foto: BYD / Divulgação

O carro também é bem largo (1,950 m de largura) e alto (1,725 m de altura), mas o vão livre do solo é bem pequeno: apenas 150 mm. Os pneus de perfil bem baixo e os poderosos freios Brembo revelam a ambição esportiva do SUV chinês.

O BYD Tan EV tem dois motores elétricos. O motor dianteiro tem 245 cv e o traseiro tem 272. A potência combinada de 517 cv (380 kW) está sempre disponível nos dois eixos, assim como o torque de 680 Nm, de forma que o Tan é um SUV com tração integral. A bateria também é poderosa: tem 86,4 kWh e permite ao carro um alcance médio de 437 km. Na cidade, o alcance é maior (472 km) e na cidade é menor (395 km). Segundo a BYD, a bateria do Tan EV é do tipo blade, que não pega fogo imediatamente em caso de furo com um prego, por exemplo.

O carro é dotado de vários sistemas de segurança e de oito airbags. Há aviso de uso do cinto de segurança até para a terceira fileira (normalmente usada por crianças). O design exterior é limpo e com vincos marcantes.

BYD Tan EV
BYD Tan EV
Foto: BYD / Divulgação

O display central é enorme, com 15,6” e ainda pode ser visto na posição horizontal ou vertical por meio de um botão no volante de direção, que tem ótima empunhadura. O freio de estacionamento eletrônico é minúsculo, não ocupa espaço no console central. A multimídia flutuante e giratória não espelha smartphone, mas permite que os aplicativos do celular sejam baixados no próprio sistema, de maneira que o motorista pode usar apps como Waze, Google Maps, Deezer ou Spotify.

O quadro de instrumentos também é digital, com tela de 12,3”. O carro também tem seis câmeras, que permitem visão 360 graus, ou a gravação do que acontece do lado de dentro e do lado de fora do carro. O porta-malas tem 940 litros de capacidade (até o teto) configurado para cinco pessoas e 235 litros com sete pessoas.

BYD Tan EV
BYD Tan EV
Foto: BYD / Divulgação

Apesar de ser um carro muito pesado, com 2.479 kg, o BYD Tan tem uma aceleração diga de carro esportivo. Ele vai de 0 a 100 km/h em apenas 4,6 segundos. A velocidade máxima é de 180 km/h. Com uma ótima relação peso/potência de 4,8 kg/cv e uma incrível relação peso/torque de 3,6 kg/Nm o BYD Tan parece um canhão nas retomadas de velocidade. Sua capacidade de fazer curvas, entretanto, não é a melhor - a carroceria rola bastante. Os freios são potentes, mas existe muito desvio de trajetória em frenagens em pânico. 

Os pneus são ótimos (Continental 265/40 R22, mas sofrem com o peso do carro nas curvas. A suspensão traseira é independente, mas está regulada para a maciez. Talvez a engenharia da BYD devesse adotar uma suspensão mais dura e pneus com perfil mais alto. Para se candidatar a um SUV esportivo, o TAN EV precisa de alguns ajustes.

BYD Tan EV
BYD Tan EV
Foto: BYD / Divulgação

O nome Tan vem da dinastia Tang, que proporcionou enorme prosperidade à China Imperial entre os anos 618 e 906 (séculos VII a X). Na China, entretanto, a letra “g” não é pronunciada, de forma que a BYD optou por batizar seu SUV elétrico de Tan. 

Esta é a segunda geração do BYD Tan. A marca chinesa abrirá a pré-venda em janeiro e fará as primeiras entregas a partir de março de 2022. O preço não foi revelado: será entre R$ 400 mil e R$ 500 mil. Um slide da BYD, entretanto, mostra o carro na marca de R$ 430 mil. A garantia será de cinco anos para o veículo e de oito anos para a bateria.

Guia do Carro
Publicidade
Publicidade