0

Avaliação: Mercedes-AMG A 35 é entrada na alta performance

Com visual discreto e um potente motor 2.0 turbo de 306 cavalos, Mercedes-AMG A 35 Sedan entrega tudo que R$ 424 mil podem comprar (muito!)

11 fev 2021
10h13
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Mercedes-AMG A 35 Sedan 4Matic: porta de entrada para a alta performance.
Mercedes-AMG A 35 Sedan 4Matic: porta de entrada para a alta performance.
Foto: Sergio Quintanilha / Guia do Carro

Existe uma classe de consumidores para quem um Mercedes-Benz não é suficiente, pois eles querem uma performance exuberante no automóvel. Para essas pessoas, a Mercedes oferece a linha AMG. A porta de entrada no portfólio dos esportivos alemães são os três modelos equipados com o novo motor AMG 35, preparado em Affalterbach (perto de Stuttgart, Alemanha). 

Trata-se de um 2.0 turbo de quatro cilindros com 306 cv de potência e 400 Nm de torque. Os três modelos são derivados do Classe A Hatch, do Classe A Sedan e do CLA (um gracioso sedã-cupê). O Mercedes-AMG A 35 custa R$ 416.900 na versão hatch e R$ 423.900 na versão sedã, que avaliamos. Já o Mercedes-AMG CLA Coupé sai por R$ 431.900. Há quem prefira o hatchback, que oferece também uma versão mais nervosa, A 45. Mas nossa escolha é pelo sedã. 

Mercedes-AMG A 35 Sedan na Rua do Comércio, em Santos: tradição e modernidade.
Mercedes-AMG A 35 Sedan na Rua do Comércio, em Santos: tradição e modernidade.
Foto: Sergio Quintanilha / Guia do Carro

O Mercedes-AMG A 35 Sedan oferece praticamente o dobro de potência do Classe A 200 “civil”, que tem um motor 1.3 turbo de 163 cv. Com a preparação AMG, entretanto, o Classe A Sedan se transforma. O motor de 306 cavalos entrega sua potência máxima a 5.800 rpm, enquanto o poderoso torque de 400 Nm surge na faixa de 3.000 a 4.000 rpm. É uma faixa bem estreita e num dos modos de visualização do painel digital é muito fácil enxergar o valor do torque piscando em vermelho quando você passa dos 4.000 giros.

Trata-se de um detalhe que diz muito sobre o Mercedes-AMG A 35 Sedan. Embora seja um carro “de entrada”, estamos falando de um pequeno foguete sobre rodas. Para tirar toda a performance do A 35 é preciso ser um bom piloto. Algumas aulas e a diversão será garantida para quem gosta de frequentar track days. O câmbio tem 7 marchas e é automatizado de dupla embreagem, rapidíssimo. A tração é integral (4Matic), de forma que dificilmente o A 35  foge do controle do motorista.

As rodas pretas de 19" são a parte mais visível de um design belíssimo, porém discreto.
As rodas pretas de 19" são a parte mais visível de um design belíssimo, porém discreto.
Foto: Sergio Quintanilha / Guia do Carro

O carro tem, claro, vários modos de condução. É possível dirigir no modo Comfort, que deixa as suspensões mais amigáveis para as irregularidades do piso. Porém, quando há alguma saliência mais bruta ou mesmo um pequeno buraco, os pneus de perfil muito baixo (235/35 R19) sofrem um tranco seco. É o preço que pagamos por uma estrutura viária sempre aquém do que seria razoável. Em estradas boas, com piso liso, o A 35 Sedan é muito estável, com um comportamento neutro nas curvas (fruto da tração nas quatro rodas).

A tração integral 4Matic é inteligente. A distribuição de torque nas quatro rodas é infinitamente variável. Isso significa que você pode ter nas mãos desde um carro 100% dianteiro como 50% dianteiro e 50% traseiro. O fato de privilegiar o eixo da frente torna a condução do Mercedes-AMG A 35 Sedan mais simples -- o que é ideal para principiantes em carros de alta performance.

Painel do A 35 Sedan: um sem-número de possibilidades na visualização.
Painel do A 35 Sedan: um sem-número de possibilidades na visualização.
Foto: Sergio Quintanilha / Guia do Carro

Este atrevido sedã compacto esportivo conta com uma embreagem multidisco integrada ao eixo de transmissão traseiro para que a distribuição variável de torque seja feita de forma eletrônica. Assim, sempre que o sistema ativa o controle de estabilidade (ESP), a tração 4Matic permanece no modo Comfort. Mas, se você pressiona um dos botões de “diversão”, o “ESP Sport Handling” ou o “ESP Off”, o sistema 4Matic muda para o modo Sport. O carro já é normalmente ágil, mas então se torna rapidíssimo, com reações que exigem mais atenção nos movimentos do volante e nos pedais.

Segundo a Mercedes, o A 35 4Matic “foi desenvolvido com o objetivo de ampliar o portfólio de modelos da AMG e conquistar clientes jovens que buscam design e esportividade, juntamente com um desempenho superior e características de dirigibilidade inspiradoras”. Bem, o carro acelera de 0 a 100 km/h em apenas 4,7 segundos (contra 8,1 segundos do Classe A 200 Sedan). A velocidade máxima é de 250 km/h (limitada eletronicamente). 

Grade AMG do Mercedes esportivo de entrada é discreta, mas identifica a fera.
Grade AMG do Mercedes esportivo de entrada é discreta, mas identifica a fera.
Foto: Sergio Quintanilha / Guia do Carro

Um item que aumenta as sensações ao volante é o “Modo M Momentâneo”. Quando o Mercedes-AMG A 35 é usado nos modos C (Comfort) ou S (Sport), ele permite que o motorista passe para o modo M (Manual) sem tirar as mãos do volante -- basta pressionar uma das aletas do câmbio borboleta. O carro também tem a função Race Start para atingir a aceleração mais empolgante a partir da imobilidade.

Visualmente, embora seja muito bonito, o Mercedes-AMG A 35 Sedan é relativamente discreto. As rodas aro 19 pretas, com acabamento fosco, são a parte mais vistosa. A grade do radiador com lâminas duplas, exclusiva da AMG, não chega a causar espanto para quem não está familiarizado com a marca esportiva. A traseira também é bem caprichada, com quatro lâminas verticais no difusor e duas ponteiras de escapamento redondas. Os faróis, claro, são Full LED.

Em termos de acabamento, o Mercedes-AMG A 35 Sedan tem um altíssimo padrão. Uma das novidades, para quem gosta de conectividade a bordo, é a central multimídia MBUX, que pode ser atividade por uma dessas três frases: “Olá  Mercedes”, “Oi Mercedes” ou “E aí Mercedes”. O painel é dominado por uma grande tela dupla que abriga o quadro de instrumentos e o display multimídia. Não há, portanto, a tradicional cobertura do quadro de instrumentos. Para quem dirige, não faz falta. Cada display tem 10,2”.

A 35: mesmo muito baixo, a suspensão em Comfort aceita bem pisos irregulares (mas não buracos)
A 35: mesmo muito baixo, a suspensão em Comfort aceita bem pisos irregulares (mas não buracos)
Foto: Sergio Quintanilha / Guia do Carro

São tantos os recursos que convém ter uma aula antes de sair com o carro. O volante é lindo, com a base achatada, e traz dois micro-mouses que podem ser operados com o polegar. Do lado esquerdo ficam os comandos do quadro de instrumentos; do lado direito ficam os comandos do sistema de infotainment. A quantidade de opções visuais é simplesmente exagerada. Dependendo do caso, é fácil se distrair ao volante. O sistema também pode ser operado por touchscreen ou por um mouse pad no console central (que é menos prático do que o velho botão de girar que caracterizava os Mercedes até recentemente).

Há uma infinidade de recursos, que competem em atenção com as qualidades mecânicas do carro. Vale citar que no cantinho inferior direito do parabrisa fica a assinatura do engenheiro da AMG que montou o motor em Affalterbach. O motorista pode escolher entre três estilos de mostradores AMG: Classic, Sport ou Supersport. No display central, há também vários “temas” para os mostradores, como viagem ou corrida. Com toda sua qualidade dinâmica, seu excesso digital e sua discreta beleza, o Mercedes-AMG A 35 Sedan é uma ótima escolha para entrar no mundo da alta performance.

Os números

  • Preço: R$ 423.900
  • Motor: 2.0 turbo 
  • Potência: 306 cv a 5.800 rpm
  • Torque: 400 Nm de 3.000 a 4.000 rpm
  • Câmbio: 7 marchas DCT
  • Comprimento: 4,436 m 
  • Largura: 1,992 
  • Altura: 1,405 m
  • Entre-eixos: 2,729 m
  • Peso: 1.555 kg
  • Pneus: 235/35 R19
  • Porta-malas: 370 litros
  • Tanque: 52 litros
  • 0-100 km/h: 4s7
  • Velocidade máxima: 250 km/h
  • Consumo cidade: 9,2 km/l 
  • Consumo estrada: 10,9 km/l 
  • Emissão de CO2: 138 g/km
Mercedes-AMG A 35 Sedan tem tração 4Matic infinitamente variável.
Mercedes-AMG A 35 Sedan tem tração 4Matic infinitamente variável.
Foto: Sergio Quintanilha / Guia do Carro

 

Veja também:

Novo Nissan Kicks 2022 dá um salto de qualidade
Guia do Carro
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade