2 eventos ao vivo

SoftBank lidera rodada de investimento em startup brasileira de ônibus Buser

7 out 2019
08h54
  • separator
  • 0
  • comentários

O SoftBank Group está liderando uma nova rodada de investimento na startup brasileira de afretamento de ônibus Buser, informou a companhia nesta segunda-feira, sem informar o valor do aporte. O grupo japonês de investimento tem participações em companhias como Uber Technologies, Didi Chuxing e Rappi. Além do SoftBank, a rodada de investimento conta com o Grupo Globo e recursos dos atuais acionistas Canary, Valor Capital e Monashees.

Pedestres passam por logo da SofBank em Tóquio, Japão
06/08/2015
REUTERS/Yuya Shino
Pedestres passam por logo da SofBank em Tóquio, Japão 06/08/2015 REUTERS/Yuya Shino
Foto: Reuters

A Buser, fundada em 2017 em Minas Gerais, traçou no final de 2018 plano para se expandir por todo o Sudeste neste ano e traçou metas para entrada em outras regiões a partir de 2020. A companhia conecta passageiros a operadoras de ônibus e afirma que viagens reservadas por sua plataforma custam até 60% menos que passagens compradas em rodoviárias.

A companhia cobra do operador do ônibus uma taxa que varia de zero a 20% do valor de cada viagem, dependendo do número de passageiros por veículo.

O cofundador da companhia Marcelo Abritta afirmou em comunicado que a startup vai investir cerca de 300 milhões de reais para expandir seus negócios e acertar novas parcerias. "Queremos alcançar 200 cidades em 20 Estados nos próximos 12 meses", disse Abritta, engenheiro, que fundou a Buser juntamente com o economista Marcelo Vasconcellos. A Buser pretende alcançar 30 mil passageiros por dia ante 3 mil atualmente.

O SoftBank lançou em março um fundo de investimento de 5 bilhões de dólares focado na América Latina e desde então tem injetado recursos em companhias como Rappi, QuintoAndar e Banco Inter.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade