4 eventos ao vivo

SEO e Google: no que empreendedores devem pensar para 2020

A líder de marketing da ferramenta SEMrush, Anna Lebedeva, conversou com o Terra sobre o mercado de produção de conteúdo em empresas

29 nov 2019
17h11
  • separator
  • 0
  • comentários

A produção de conteúdo tem se tornado uma das estratégias para que empresas ganhem e conquistem novos clientes. Segundo pesquisa da Rock Content, 82% das 4.700 companhias entrevistadas admitiram ter usado a tática de criação de textos, vídeos e podcasts no último ano. Para a líder de marketing da ferramenta de SEO (Otimização para Mecanismos de Busca, em inglês) SEMrush, Anna Lebedeva, os negócios precisam pensar . 

SEO e Google: no que empreendedores devem pensar para 2020
SEO e Google: no que empreendedores devem pensar para 2020
Foto: Divulgação

O Terra conversou com a especialista com exclusividade na Conferência Anual de Empreendedorismo e Startups (CASE) 2019, nesta sexta-feira (29). Confira alguns destaques da conversa:

Terra: O SEMrush é uma ferramenta que ajuda muitos empreendedores a aparecerem na primeira página do Google. Essa é a vocação da ferramenta?

Anna Lebedeva (AL): Eu acho que a ideia da plataforma, pelo menos na concepção de seus criadores, é de dar mais tempo livre para as equipes de marketing digital. Queremos ajudar na automatização de tarefas técnicas que te ajudam a performar bem no Google para você gastar mais tempo com a parte criatividade do marketing.

Terra: É possível ser menos técnico quando o Google, por exemplo, exige que você cumpra certos parâmetros para você aparecer na primeira ou segunda página de uma busca?

AL: O Google precisa dessas regras para definir qual site é bom, traz um conteúdo positivo para o público, e qual não é bom. Para isso, eles precisam de mais pontos objetivos e não subjetivos. É por isso que eles têm esses fatores de ranqueamento para sites.

Terra: Na sua opinião, qual é o fator mais importante para os empreendedores que querem conquistar mais clientes por meio do SEO?

AL: O SEO é uma estratégia de longo prazo. Você não verá resultados imediatos. Se você quiser resultados em um espaço curto de tempo, é melhor fazer anúncios online. Mas a grande vantagem do SEO é que ele é uma tática gratuita. Eu penso que você pode misturar as táticas: começar com anúncios online e ir construindo uma reputação dentro dos buscadores, como o Google.

Terra: Qual é a importância de produzir conteúdo dentro desse contexto?

AL: O Google é muito inteligente. Hoje, ele consegue identificar se o seu conteúdo é realmente relevante para a audiência ou não. A leitura deles vai além de meros aspectos técnicos. Algumas estratégias, como apenas usar palavras-chave e colocar links, não funcionam tão bem quanto funcionaram alguns anos atrás. De certa modo, agora, eles querem que você entenda o seu público e produza conteúdo que seja relevante.

Terra: Às vezes, sites com informações falsas conseguem se posicionar bem no Google. O que você pensa sobre esse outro lado da moeda?

AL: Não sei como é aqui no Brasil, mas, nos EUA, o Google consegue identificar muito bem se um site é autoridade ou não em determinado assunto. Acredito que, pelo menos nos EUA, o Google não tem muito problema com desinformação. Vejo que o problema das fake news é maior nas redes sociais, como o Facebook, por exemplo. O Google tem tecnologia, dinheiro e pessoal para identificar sites que apresentam má conduta na internet.

Terra: Quais são as tendências que empreendedores precisarão seguir em 2020 para ter um site bem posicionado no Google?

AL: Os novos negócios precisarão criar bom conteúdo, aquele texto, vídeo ou podcast que ajude o seu cliente a entender e conhecer melhor a solução que você apresenta para a dor que eles estão sentindo. 

Veja também:

 

Fonte: Equipe portal
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade