1 evento ao vivo

Roku chega ao Brasil com Smart TV a partir de R$ 1.199

Empresa é concorrente de gigantes como Google, Apple e Amazon e lidera mercado de streaming nos EUA

22 jan 2020
08h04
atualizado às 08h25
  • separator
  • 0
  • comentários

Líder no mercado de streaming dos Estados Unidos, a Roku tem uma história que se confunde com o desenvolvimento da própria indústria. A empresa foi pioneira ao lançar, em 2008, o primeiro dispositivo que conectava televisões ao Netflix – quando a plataforma ainda engatinhava e as Smart TVs não existiam.

Tela inicial da AOC Roku TV
Tela inicial da AOC Roku TV
Foto: Roku/Divulgação

Concorrente de gigantes como Google, Apple e Amazon, que lançaram Chromecast, Apple TV e Amazon Fire TV Stick para competir com o dispositivo, a Roku acompanhou as mudanças da última década e passou a vender Smart TVs com seu próprio sistema operacional, em parcerias com fabricantes de televisores.

Hoje, estima-se que uma a cada três televisões vendidas nos EUA tenham o sistema da companhia, com 32,3 milhões de contas mensais ativas e 10,3 bilhões de horas acumuladas em transmissões via streaming no terceiro trimestre de 2019 (último dado disponível).

De olho em novos mercados, a Roku anunciou nesta terça-feira (21) que finalmente está desembarcando no Brasil, durante evento realizado em São Paulo. A empresa vai estrear no País com a AOC Roku TV, Smart TV produzida em parceria com a fabricante de monitores AOC, que chega às lojas de Casas Bahia, Ponto Frio e Extra em dois modelos:

•             32 polegadas HD, por R$ 1.199

•             43 polegadas Full HD, por R$ 1.599

Os produtos estão disponíveis em canais online a partir desta quarta-feira (22) e chegam às lojas físicas em fevereiro.

Para ganhar terreno no Brasil, a companhia aposta em uma experiência mais intuitiva ao consumidor, com um controle remoto mais simples – de fácil entendimento para os mais velhos – e a possibilidade de manusear o aparelho diretamente do celular, através de um aplicativo específico.

Na tela inicial o usuário tem acesso às diferentes opções de entretenimento (como streamings disponíveis, TV a cabo e video games conectados ao televisor), cuja disposição pode ser personalizada, além de uma ferramenta de busca interessante. Ao invés de entrar em cada uma das plataformas para pesquisar a disponibilidade de determinado conteúdo, o telespectador pode procurá-lo diretamente, alcançando de uma vez o produto desejado.

À direita dispositivo da Roku para TVs mais antigas
À direita dispositivo da Roku para TVs mais antigas
Foto: Roku/Divulgação

Apesar de chegar ao País com um catálogo que inclui Netflix, Apple TV+, Globoplay, HBO Go, Spotify, Deezer e DAZN, entre outros, a AOC Roku TV não vai oferecer em um primeiro momento o Prime Video, serviço de streaming da Amazon que vem ganhando espaço no segmento.

CMO (Chief Marketing Officer) da Roku, Matthew Anderson apontou o tamanho do mercado brasileiro e o potencial do País como fatores determinantes para a chegada da empresa. “O Brasil é uma prioridade para nós por ter um mercado gigantesco, com 210 milhões de pessoas cada vez mais conectadas à banda larga, em um cenário onde as Smart TVs começam a decolar”, afirmou durante o lançamento.

Apenas em 2019 foram vendidos aproximadamente 12 milhões de aparelhos televisivos no Brasil, sendo que as Smart TVs foram responsáveis por 90% das vendas. Pesquisa da Deloitte no ano passado com dois mil consumidores brasileiros apontou as Smart TVs como equipamento de entretenimento mais acessado no País, por 59% dos entrevistados.

“Dentro desse contexto, o Brasil tem tudo para ser um dos líderes do mercado global de streaming”, completou Anderson. “Acreditamos que televisões conectadas à internet são capazes de trazer um entretenimento melhor para todos.”

Veja também:

 

 

Fonte: Equipe portal
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade