1 evento ao vivo

Zuckerberg diz que WhatsApp vale mais do que US$ 19 bilhões

Durante palestra, fundador do Facebook afirma que aplicativo vale mais do que ele pagou

24 fev 2014
15h57
atualizado às 18h26
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Durante palestra no Mobile World Congress, em Barcelona, uma pessoa da plateia perguntou se o executivo tem intenções de comprar o SnapChat, aplicativo de mensagens concorrente do WhatsApp
Durante palestra no Mobile World Congress, em Barcelona, uma pessoa da plateia perguntou se o executivo tem intenções de comprar o SnapChat, aplicativo de mensagens concorrente do WhatsApp
Foto: AP

O fundador do Facebook Mark Zuckerberg afirmou nesta segunda-feira que o WhatsApp vale mais do que os US$ 19 bilhões pagos por ele, segundo o site TechCrunch. “Se conseguirmos fazer um bom trabalho com o WhatsApp e aumentá-lo, ele será um negócio enorme”, afirmou durante sua apresentação no Mobile World Congress, em Barcelona.

Zuckerberg anunciou na última quarta-feira a aquisição, por US$ 16 bilhões aos acionistas e mais US$ 3 bilhões em ações futuras, do aplicativo de mensagem instantânea WhatsApp, que tem cerca de 450 milhões de usuários mensais em ativo e apenas 55 trabalhadores. O valor do acordo foi um dos maiores pagos em uma startup de tecnologia, e gerou um burburinho no mercado e diversas análises da mídia e de especialistas para justificar o preço alto.

Usuários se manifestaram nas redes sociais sobre a compra do aplicativo, e surgiu a desconfiança de que a privacidade das mensagens do WhatsApp está comprometida. Embora ainda não existam mais detalhes de como será a operação do aplicativo pelo Facebook, Zuckerberg afirmou que o WhatsApp vai permanecer completamente independente, mas terá acesso a todos os recursos do Facebook para crescer.

O dono da companhia também disse que fará uma pausa nas aquisições. Durante sua palestra na feira de tecnologia, uma pessoa da plateia perguntou se o executivo tem intenções de comprar o SnapChat, aplicativo de mensagens concorrente do WhatsApp.

"Não", respondeu Zuckerberg. "Depois de comprar uma empresa por US$ 16 bilhões, provavelmente você ficará satisfeito por um tempo", completou. O criador do WhatsApp Jan Koum também participou do evento poucas horas antes e anunciou que o aplicativo permitirá chamadas de voz no segundo semestre deste ano.

O Facebook nasceu em fevereiro de 2004 como uma rede estudantil na Universidade de Harvard (Estados Unidos), onde estudava seu co-fundador e principal responsável. Em dezembro de 2004, apenas 10 meses após surgir, o Facebook já tinha um milhão de usuários. Hoje em dia, a rede social conta com mais de 1,2 bilhão de membros, quase a metade das pessoas que têm acesso à internet em todo o planeta.

No ano passado, o Facebook gerou um lucro de US$ 1,1 bilhão e sua intenção é seguir crescendo. De origem ucraniana, Koum fundou o Whatsapp junto a Brian Acton, um engenheiro americano que conheceu quando trabalhavam juntos para o Yahoo! Inc. Ambos decidiram desenvolver um sistema de mensagem instantânea, que acabou convertendo-se na maior plataforma de mensagem móvel.

 

Veja também:

Veja como funciona a Bixby, assistente de voz da Samsung
Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade