0

Empreendedores bem-sucedidos dão dicas e revelam erros

Na palestra "O poder das startups de transformar o Brasil", no blastU, em São Paulo, participantes conhecem etapas do empreendedorismo

13 ago 2019
19h38
atualizado em 14/8/2019 às 09h49
  • separator
  • 0
  • comentários

Qual é o momento certo para começar a empreender e como construir um modelo de negócios de sucesso? Os caminhos para essa jornada foram traçados na palestra "O poder das startups de transformar o Brasil", no festival blastU, que é realizado em São Paulo, nos dias 13 e 14 de agosto.

De início, é importante que o empreendedor de primeira viagem seja bem conectado com o meio em que vai investir e que esteja preparado para uma nova rotina de trabalho, sem estabilidade em horários e na conta bancária.

A palestra "O poder das startups de transformar o Brasil", no festival blastU
A palestra "O poder das startups de transformar o Brasil", no festival blastU
Foto: Terra / Reprodução

"É um estilo de vida", diz Bruno Balbinot, CEO da Ambar, empresa de tecnologia para construção de habitações populares. O empreendedor, especialista no setor automobilístico que viu na habitação uma oportunidade de negócio, dá seu recado: "Esteja disposto a encontrar vários desafios. Tem que se sentir sempre desfiado, viver essa adrenalina. Você se sentirá sempre vivo."

Kai Schoppen, idealizador da Infracommerce, do ramo de soluções em negócios digitais, afirma que demorou a dar o primeiro passo rumo ao mundo empreendedor, que sempre foi seu maior sonho. Passou mais de um ano avaliando e contando suas ideias ao pai, um funcionário de carreira que o incentivou a arriscar.

Depois ele percebeu que não precisava ter tido tanta cautela. Era preciso colocar a mão na massa. "Hoje em dia, as empresas veem com bons olhos quem já tentou empreender. Então, ninguém perde tempo tentando. Mesmo que dê errado, quem tentou ganha muito no currículo".

Maria Teresa Fornea, CEO da Bcredi, empresa especializada em crédito com garantia de imóvel, recorda falhas do início de sua caminhada que aumentaram os obstáculos. "Errei ao não ter cofundadores. Ter sócios depois foi essencial. Se tenho algo a dizer para quem vai começar é isso: pense quem serão seus cofundadores e se estão na mesma sintonia, com o mesmo propósito que você."

Outra dica da empreendedora para quando a empresa já estiver inserida no mercado é saber delegar responsabilidades. Ela não indica contratar funcionários para um novo projeto sem escolher alguém para coordenar.

"Para cada novo investimento, comecem por cima. Mesmo que seja mais caro, vai ajudar a montar a equipe e a reduzir eventuais prejuízos depois", sugere.

Com a empresa consolidada, é necessário constantes atualização e aperfeiçoamento. "Tenho uma paranoia saudável. Estou sempre ansioso achando que o mundo vai mudar e que o modelo ficará obsoleto", revela Kai Schoppen.

Para isso, o CEO da Infracommerce aponta que é fundamental se cercar de opiniões, críticas e avaliações de outras pessoas, tanto de dentro da empresa como de fora. "Não tenho a missão de ser o dono da verdade. Quero ouvir críticas. Tenho que apreender com outros empreendedores e investidores."

Veja também:

 

Fonte: Equipe portal
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade