0

Ágil: eficiente, rápido no trabalho, diligente

Mas o mundo está mudando e o que trouxe a sua empresa até aqui pode não ser o que vai levá-la adiante. É fácil entender: o mundo mudou e, provavelmente, seu mercado também.

29 abr 2020
05h10
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Ter foco total em sua atividade principal é o que fez com que certas empresas atravessassem gerações. Mas o mundo está mudando e o que trouxe a sua empresa até aqui pode não ser o que vai levá-la adiante. É fácil entender: o mundo mudou e, provavelmente, seu mercado também.

Por isso, cada vez mais empresas buscam ajustar processos e operações para se adaptar a esse mundo novo. E esse processo de adaptação é conhecido como enterprise agility, ou empresa ágil.

Esse termo é utilizado para identificar empresas que têm condição de se adaptar a mudanças e oportunidades no seu mercado, para suprir necessidades do momento. Isso fica claro quando se percebe a movimentação de restaurantes que não ofereciam serviço de delivery, por prejudicar a experiência do cliente com a marca. Agora esses restaurantes adaptaram o negócio para suprir a demanda dos clientes que não podem sair de casa. Mas essa adaptação não põe em risco o foco do negócio.

Recentemente, a consultoria McKinsey publicou um estudo com 22 empresas que adotaram o conceito. Um dos pontos mais interessantes mostram que, ao contrário do que se imagina, é possível implementar esse conceito sem envolver inicialmente todas as áreas. É um conceito que envolve cinco tipos de mudanças - do compartilhamento de objetivos até o nível de engajamento das equipes.

É totalmente possível adaptar seu negócio, mesmo que você sinta que algumas áreas ainda não estão maduras para passar por esse processo de mudança. Afinal, em empresas ágeis, cada setor tem autonomia para decidir como pode atender melhor aos clientes. Assim, o processo fica mais curto, trazendo agilidade já que não há necessidade uma longa cadeia de decisão. Para isso, porém, existe um fator essencial: o time.

Sem time de pessoas comprometidas com o negócio, é impossível tornar uma empresa ágil. Por outro lado, ambientes ágeis permitem que o senso de pertencimento dos funcionários aumente muito. Isso para não falar nos benefícios operacionais e financeiros. A pesquisa mostra que, em muitos casos, os ganhos operacionais decorrentes das mudanças podem chegar em até 50%. Já as finanças são afetadas positivamente, uma vez que clientes satisfeitos compram mais, funcionários engajados produzem mais e processos operacionais otimizados aumentam a lucratividade do negócio.

Para saber se a sua empresa está preparada para ser ágil, é preciso se fazer algumas perguntas. Todos da empresa sabem qual é o objetivo? Há áreas com autonomia necessária? Recrutamos e retemos talentos de acordo com as nossas necessidades? As respostas podem ser a chave que faltava para ter uma empresa capaz de converter cenários difíceis em oportunidades únicas. E você, está pronto para mudar junto com o seu negócio?

É INVESTIDORA-ANJO E PRESIDENTE DA BOUTIQUE DE INVESTIMENTOS G2 CAPITAL

Veja também:

Trump fecha ainda mais o cerco em cima da Huawei
Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade