0

Sony Walkman volta ao mercado repaginado

Tocador de músicas portátil completou 35 anos em 2014 e a Sony evoluiu o gadget para ter maior qualidade do som

21 jul 2014
16h20
atualizado às 16h24
  • separator
  • 0
  • comentários

Após completar 35 anos desde sua criação, o Sony Walkman vai retornar ao mercado. O antigo tocador de fitas cassete foi repaginado e não deverá ser um sucesso do mercado de massa como foi em 1979: o novo Walkman custa US$ 700 e é voltado para compradores premium, segundo relatou o Wall Street Journal.

Sony Walkman ZX1, a evolução do antigo tocador de fitas cassete
Sony Walkman ZX1, a evolução do antigo tocador de fitas cassete
Foto: Divulgação

Chamado de ZX1, o novo tocador consegue armazenar 128 GB de arquivos de música em “ultra qualidade”. O corpo do gadget não é fino como o iPod, mas o design tem um propósito: segundo a empresa, players muito finos que armazenam milhares de músicas sacrificam a qualidade do som, porque comprimem os arquivos de áudio.

Primeiro modelo do Sony Walkman, o TPS-L2
Primeiro modelo do Sony Walkman, o TPS-L2
Foto: Wikimedia

A companhia também argumenta que o ZX1 é esculpido manualmente de um bloco de alumínio, material que ajuda a reduzir barulho. Ela afirma que o aparelho pode tocar músicas com qualidade melhor do que a de CDs, ressaltando desde tons graves de baixo até sons agudos. O novo Walkman também tem conexão à internet e bateria que pode durar até 16 horas.

A Sony informou que o Walkman está tendo um bom desempenho no Japão, primeiro mercado onde foi lançado, em dezembro, embora não tenha divulgado quantas unidades foram vendidas. O gadget chegou em outras partes da Ásia e Europa em fevereiro, mas ainda não há previsão de lançamento nos Estados Unidos e em outros mercados.

Túnel do tempo: relembre gadgets dos anos 80 e 90 Túnel do tempo: relembre gadgets dos anos 80 e 90

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade