0

Blackberry Passport chega no Brasil apenas em 2015

Além do Passport, a Blackberry deve lançar em novembro outro smartphone, o Z30, este apenas para o segmento corporativo

16 out 2014
09h37
atualizado às 09h38
  • separator
  • 0
  • comentários

A Blackberry foi uma das poucas empresas a apresentar novidades para o usuário final na Futurecom 2014, a feira que aborda novidades sobre o setor das telecomunicações em São Paulo e que termina nesta quinta-feira. A companhia canadense trouxe para o Brasil o Blackberry Passport, que deve chegar ao Brasil apenas no primeiro semestre de 2015.

Blackberry Passport
Blackberry Passport
Foto: Henrique Medeiros / Terra

O mais novo produto da empresa tenta dar uma sobrevida ao teclado físico “QWERTY”.

O Passport tem como foco apenas a venda por meio das operadoras de telefonia e para as empresas, ele não será vendido no varejo. O gadget recebeu esse nome devido ao seu formato, inspirado no passaporte do Canadá, bem mais quadrado que os modelos atuais de smartphones.

"Sabemos da expressão e da credibilidade que a Futurecom tem no país como um dos principais eventos do setor. Trata-se de uma excelente oportunidade para apresentarmos essa  aposta da companhia que com certeza chegará ao mercado nacional no começo do ano que vem e deve fortalecer ainda mais a presença da BlackBerry no setor corporativo brasileiro", conta João Stricker, CEO da BlackBerry Brasil.

Com tela de 4.5 polegadas e proporção de 1:1, tem resolução de 1440x1440 pixels ideal para leitura e escrita de e-mails e planilhas por meio do celular, além de poder visualizar conteúdos multimídia. Ele ainda é baseado no Gorilla Glass 3, mais resistente que as telas habituais.

Sua bateria de 3.450 mAh dura até 18 horas de uso direto ou 30 horas de uso misto. Em seu hardware possui processador quad core de 2.2 GHz, 3 GB de RAM e câmera traseira de 13 megapixels – a frontal (de selfie) é de 2 megapixels – além da conexão 4G.

Seu sistema operacional é o Blackberry OS e tem os aplicativos que podem ser baixados na Amazon Appstore.

Futuro da empresa
Após passar por uma turbulência com as mudanças da empresa, deixando o usuário comum de lado e atuando com foco no usuário corporativo, a Blackberry aproveita o crescimento da busca por soluções de segurança móvel, não apenas aparelhos, mas softwares e sistemas para desenvolver seus negócios no País.

Blackberry Passport
Blackberry Passport
Foto: Henrique Medeiros / Terra

“Quando nós passamos pela reestruturação, algumas empresas foram buscar opções no mercado. Mas elas já estão voltando e outros continuam trabalhando com os nossos produtos” explica Erlei Guimarães, diretor de desenvolvimento de negócios e vendas da empresa. “Companhias como Airbus, Boeing e até mesmo o Departamento de Defesa dos Estados Unidos tem a Blackberry homologada como única opção de segurança”.

O executivo ainda explica que mesmo empresas brasileiras como Grupo Salinas, Banco Itaú, Banco Santander e a construtora Odebrecht preferiram ficar com a Blackberry do que migrar para outro aparelho, como fez a Ford ao trocar os aparelhos com teclado físico para o iPhone.

Hoje a empresa canadense é responsável por 40% do mercado corporativo mobile no Brasil e 47% na América Latina.

A companhia se baseia em quatro pilares para manter-se na liderança: o hardware (criado pela Blackberry), sistema operacional, sistema de gerenciamento e a rede segura para tráfego de dados.

Erlei Guimarães deixa claro que o foco continuará no usuário corporativo:

“Assim como está acontecendo com os demais rivais, nosso foco está na venda de planos corporativos e através das operadoras. Está focado especificamente no mercado corporativo e está destinado ao nível diretivo das empresas que demandam não só da segurança, como também de um diferencial em termos de produtividade”.

O executivo brasileiro ainda descarta a possibilidade de disputar com as duas empresas líderes do setor entre consumidores, iPhone e Samsung, mas pretende acirrar a disputa no setor corporativo.

“No segmento corporativo a gente não só quer conseguir grande sucesso, mas estamos conseguindo ampliar o Market share (fatia do mercado) diante das grandes empresas”, afirma.

Além do Passport, a Blackberry deve lançar em novembro outro smartphone, o Z30, este apenas para o segmento corporativo.

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade