2 eventos ao vivo

Bird anuncia serviço de bicicletas elétricas compartilhadas

Startup pioneira no uso de patinetes elétricos desenvolveu modelo de bicicleta que consegue andar até 80 km sem recarregar

4 jun 2019
11h37
  • separator
  • 0
  • comentários

A Bird, startup americana pioneira no serviço de patinetes elétricos compartilhados, anunciou que vai oferecer bicicleta elétrica em alguns países a partir do segundo semestre do ano. O modelo, chamado de "Cruiser" será a primeira investida da Bird em veículos com bancos.

De acordo com a startup, o modelo pode ser usado como uma bicicleta normal - com o motor elétrico servindo apenas de assistência para facilitar a pedalada - ou como um modelo 100% elétrico, movimentado apenas com comandos.

A bicicleta contará com uma bateria de 52V, que consegue rodar até 80 km sem recarregar. O modelo conta ainda com frios de disco, um assento acolchoado e uma tela LCD responsável por informar ao usuário dados como velocidade e tempo de bateria restante.

Segundo o site de tecnologia americano The Verge, a Bird ainda não divulgou valores de corrida, quais cidades devem receber o Cruiser e qual será a velocidade máxima permitida pelo veículo. A expectativa, no entanto, é que a bicicleta elétrica trafegue uma média de 50 km/h.

Esta é a segunda novidade da Bird nos últimos tempos. A startup anunciou em maio o uso de um novo tipo de patinete customizado e mais durável. A empresa também disse que tem planos de vender o patinete a clientes por US$ 1,3 mil.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade