4 eventos ao vivo

"Sandy" causa mortes e paralisa a costa leste dos EUA

(Atualiza número de vítimas) O furacão "Sandy" tocou terra em Nova Jersey nesta segunda-feira, dia em que castigou a costa leste dos Estados Unidos, provocando a morte de 12 pessoas, o fechamento de escolas e estabelecimentos comerciais, o cancelamento de voos e dos transportes públicos e a suspensão de atos eleitorais.

Com ventos sustentados de 137 km/h, "Sandy" tocou terra às 20h10 locais (22h10 de Brasília) em Atlantic City, uma região turística com grande presença de cassinos, e pode se tornar um dos furacões mais custosos da história americana, com danos econômicos de até US$ 45 bilhões.

Segundo a "CNN", nos estados de Nova York, Nova Jersey, Virgínia Ocidental, Connecticut e Carolina houve pelo menos 11 mortes, enquanto no Canadá faleceu outra pessoa pelas fortes rajadas de vento.

Em seu boletim da 1h de Brasília, o Centro Nacional de Furacões (NHC, na sigla em inglês) explicou que o olho de "Sandy" se encontra a 39,8 graus de latitude norte e 75,4 graus de longitude oeste, 15 quilômetros ao sudoeste da Filadélfia.

O fenômeno deixou sem luz pelo menos 2,8 milhões de pessoas em 11 dos 23 estados que estão em alerta por sua passagem.

O NHC classificou "Sandy" como uma tempestade "pós-tropical", e ao longo da jornada aconselhou a população a evitar "viagens desnecessárias", pelo que ruas, escolas e shoppings ficaram desertos.

Na reta final da disputa eleitoral, a tempestade também alterou os planos das campanhas de Barack Obama e Mitt Romney.

O atual líder cancelou um ato de campanha junto com o ex-presidente Bill Clinton em Ohio, e declarou estado de emergência em nove estados, para que estes possam solicitar ajuda federal.

O candidato à reeleição pelo Partido Democrata também desistiu de um ato previsto para esta terça-feira em Wisconsin, outro estado-chave na disputa, a fim de continuar vigiando a evolução do ciclone e desenvolver a resposta do Governo.

"Não estou preocupado com o impacto do furacão nas eleições. Estou preocupado com o impacto no povo", disse Obama desde a Casa Branca.

Romney, por sua vez, cancelou comícios políticos na Virgínia e em New Hampshire.

Em dois condados litorâneos da Carolina do Norte, Ocracoke e Dare, a Junta Eleitoral ordenou o fechamento de colégios eleitorais que recebiam a votação antecipada, e fará o mesmo nesta terça no condado de Pamlico.

Na região de Washington, as autoridades começaram a erguer barreiras ao longo do Rio Potomac perante a ameaça de inundações por um possível transbordamento a partir desta terça, e distribuíram bolsas de areia nas áreas próximas às suas margens.

As autoridades da região metropolitana de Washington, assim como aconteceu em Nova York, cancelaram as aulas e os serviços de metrô e ônibus.

Calcula-se que "Sandy" também forçou o cancelamento de 14 mil voos nos EUA, número que deverá aumentar em pelo menos 2.800 nesta terça-feira.

A Comissão de Regulação Nuclear enviou inspetores a várias usinas nucleares em estados do corredor da zona litorânea, como Maryland, Nova Jersey, Nova York e Pensilvânia, mas por enquanto não há ordem para o fechamento de nenhuma delas.

Antecipando blecautes, os supermercados da área de Washington e as lojas especializadas tiveram esgotadas suas reservas de baterias, lanternas, velas, gelo, água e alimentos de primeira necessidade.

Peter Morici, professor da Universidade de Maryland, disse à cadeia "CNBC" que "Sandy" tem "o potencial de trazer uma destruição épica".

"É provável que Sandy cause maiores destruições à propriedade e perdas da atividade comercial ao longo da semana em 25% da economia. Um cálculo inicial de perdas econômicas oscila entre US$ 35 bilhões e US$ 45 bilhões", prevê Morici.

Antes de afetar os EUA, "Sandy" deixou um saldo de pelo menos 63 mortes e destruição no Haiti e no restante do Caribe. EFE

mp/pa

(foto) (vídeo)

EFE   

compartilhe

publicidade