PUBLICIDADE

Prefeito, primeira-dama e cantor são suspeitos de desvio milionário

Segundo a PF, parte do dinheiro desviado foi usado para para tentar impulsionar a carreira musical de empresário

16 mai 2022 13h15
ver comentários
Publicidade

A  Polícia Federal (PF) investiga o desvio de R$ 150 milhões das áreas de educação e saúde na cidade de Guarujá, no litoral paulista. O prefeito afastado Válter Suman (PSDB) e o empresário Almir Mathias da Silva, que teria usado parte do dinheiro desviado da Saúde para impulsionar a sua carreira como cantor, estão entre os suspeitos do esquema milionário, segundo o Fantástico, da TV Globo. 

Entre 2018 e 2021, Almir Mathias representou uma organização social que foi contratada para gerenciar o atendimento nas principais unidades de saúde da cidade. Mas, segundo a investigação, dos R$ 153 milhões recebidos pela prefeitura, ele desviou R$ 109 milhões. O dinheiro teria sido usado para impulsionar a carreira de cantor de Mathias.

Segundo a PF,  parte do dinheiro desviado foi usado para para tentar impulsionar a carreira musical de empresário Almir Mathias.
Segundo a PF, parte do dinheiro desviado foi usado para para tentar impulsionar a carreira musical de empresário Almir Mathias.
Foto: Reprodução/Youtube

Investigadores também suspeitam do desvio de mais R$ 30 milhões na Secretaria de Educação do município. que seria destinado para o custeio da merenda. A polícia suspeita que o esquema era liderado pelo prefeito e sua esposa, a primeira-dama Edna Suman, e tinha o secretário de Educação, Marcelo Nicolau, como operador das transações. 

Valter Suman foi afastado do cargo pela Justiça. Ele e a primeira-dama estão com tornozeleira eletrônica. Já Almir Matias foi indiciado pelos crimes de corrupção ativa, organização criminosa e lavagem de dinheiro, segundo a reportagem. 

 

Fonte: Redação Terra
Publicidade
Publicidade