PUBLICIDADE

#55: Conmebol e clubes são cúmplices do racismo na América do Sul

Libertadores teve só neste ano sete episódios racistas em partidas envolvendo times brasileiros

3 mai 2022 05h00
ver comentários
Publicidade

O futebol ficou em segundo plano na última rodada da Libertadores. Os casos de racismo envolvendo torcedores brasileiro dominaram o noticiário. Só nesta edição da competição sete partidas com participação de clubes nacionais tiveram registros de insutos racistas (Emelec x Palmeiras, Corinthians x Boca Juniors, Estudiantes x Red Bull Bragantino, River Plate x Fortaleza, Olimpia x Fluminense, Millonarios x Fluminense, e Universidad Católica x Flamengo).

Durante a gravação desta edição do Terrabolistas, a repórter Aline Küller pediu punição mais duras para torcedores e clubes. Para a jornalista, a Conmebol e os clubes acabam se tornando cúmplices do racismo ao não adotarem punições mais severas.

Polícia detém torcedor do Boca em Itaquera por acusação de racismo
Polícia detém torcedor do Boca em Itaquera por acusação de racismo
Foto: Amanda Perobelli / Reuters

O podcast ainda analisou o desempenho de Palmeiras e Flamengo pela Copa do Brasil. As duas equipes venceram os seus jogos, mas passaram longe de convencer e espantar qualquer chance de zebra. É difícil, mas não é tão impossível assim apenas o magro placar de apenas 2 a 1 em ambos os duelos.

O desempenho do Corinthians no Brasileirão foi outro ponto abordado. A equipe alvinegra parece estar ganhando confiança e pode se meter no grupo de Atlético-MG, Flamengo e Palmeiras, e surpreender na briga pelo título nacional.

Na Série B, o destaque fica pelo Cruzeiro que conseguiu entrar no G4 da competição pela primeira vez desde que caiu em 2019.

Este episódio do Terrabolistas foi produzido por Aline Küller, Mateus Figueiredo e Silvio Barsetti.

Fonte: Redação Terra
Publicidade
Publicidade