PUBLICIDADE

Obstrução intestinal de Bolsonaro se desfez, diz hospital

Boletim médico informa ainda que a possibilidade de cirurgia foi descartada e que o presidente segue sem previsão de alta médica

4 jan 2022 09h20
| atualizado às 09h30
ver comentários
Publicidade
Bolsonaro em foto no hospital divulgada em sua própria conta no Twitter
Bolsonaro em foto no hospital divulgada em sua própria conta no Twitter
Foto: Reprodução

O Hospital Vila Nova Star de São Paulo, onde o presidente Jair Bolsonaro (PL) está internado desde segunda-feira, 3, para tratar de um quadro de obstrução intestinal, informa em boletim médico nesta terça-feira, 4, que o quadro de suboclusão se desfez.

Dessa forma, o presidente não vai precisar passar por uma nova cirurgia.

"O Hospital Vila Nova Star informa que o quadro de suboclusão intestinal do Senhor Presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, se desfez, não havendo indicação cirúrgica", diz o documento.

O boletim médico informa ainda que Jair Bolsonaro segue sem previsão de alta médica.

"A evolução do paciente clínica e laboratorialmente segue satisfatória e será iniciada hoje uma dieta líquida. Ainda não há previsão de alta", acrescenta o boletim.

O documento médico é assinado pela equipe que acompanha o presidente no hospital, entre eles o médico-cirurgião Antônio Luiz Macedo, que estava de férias nas Maldivas quando Bolsonaro se sentiu mal e foi internado. O médico interrompeu o período de descanso e voltou ao Brasil para avaliar o quadro do chefe do Executivo. Ele desembarcou em São Paulo às 6h10 desta terça-feira. Bolsonaro é paciente de Macedo desde o episódio da facada na região do abdômen em setembro de 2018.

Fonte: Redação Terra
Publicidade
Publicidade