PUBLICIDADE
URGENTE
Saiba como doar qualquer valor para o PIX oficial do Rio Grande do Sul

Mundo

Zelenskiy pede aprovação rápida de ajuda à Ucrânia no Senado dos EUA e transferência de armas

21 abr 2024 - 12h15
Compartilhar
Exibir comentários

O presidente ucraniano Volodymyr Zelenskiy comemorou neste domingo a aprovação de 60 bilhões de dólares em ajuda à Ucrânia pela Câmara dos Deputados dos Estados Unidos, mas pediu a Washington que transformasse rapidamente o projeto em lei e prosseguisse com uma transferência real de armas, dizendo que armas de longo alcance e sistemas de defesa aérea eram as principais prioridades.

Em uma entrevista ao programa "Meet the Press", da NBC, Zelenskiy disse que a aprovação do projeto de lei enviaria uma poderosa mensagem à Rússia de que Washington está ao lado de Kiev e que não seria "um segundo Afeganistão".

"Acho que esse apoio realmente fortalecerá as forças armadas da Ucrânia e teremos uma chance de vitória", disse Zelenskiy por meio de um intérprete.

Durante a entrevista, ele pediu repetidamente aos parlamentares dos EUA que tomassem medidas rápidas para aprovar o projeto de lei no Senado. Ele disse que a Ucrânia precisava urgentemente de armas de longo alcance e sistemas de defesa aérea dos EUA para mudar sua sorte no campo de batalha.

"Isso é crucial. Essas são as prioridades agora", disse Zelenskiy.

A Câmara dos Deputados dos EUA, com amplo apoio bipartidário, aprovou um pacote legislativo de 95 bilhões de dólares que busca oferecer assistência de segurança para a Ucrânia, Israel e Taiwan. A ajuda para a Ucrânia foi suspensa por meses, devido à oposição alinhada ao candidato presidencial republicano Donald Trump, que pediu aos parlamentares republicanos que a bloqueassem.

Quase 26 meses após a invasão de 2022, a Rússia está avançando lentamente no leste da Ucrânia e aumentou seus bombardeios em cidades e vilas atrás das linhas de frente em meio a uma desaceleração na assistência militar ocidental.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Compartilhar
Publicidade
Publicidade