0

Trump diz que líder norte-coreano enviou "carta muito bonita" e afirma que nova reunião é possível

9 ago 2019
16h36
  • separator
  • 0
  • comentários

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta sexta-feira que havia acabado de receber uma "carta muito bonita" do líder da Coreia do Norte, Kim Jong Un, e acrescentou que pode ter mais um encontro com ele.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, se reúne com o líder norte-coreano, Kim Jong Un, na zona desmilitarizada entre as duas Coreias
30/06/2019
REUTERS/Kevin Lamarque
O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, se reúne com o líder norte-coreano, Kim Jong Un, na zona desmilitarizada entre as duas Coreias 30/06/2019 REUTERS/Kevin Lamarque
Foto: Reuters

Falando a repórteres, Trump não disse quando tal reunião poderia acontecer. A Coreia do Norte tem testado mísseis, apesar de uma reunião entre Trump e Kim ocorrida em 30 de junho na qual os dois concordaram em reiniciar conversas de trabalho - que ainda não foram retomadas.

Trump disse a repórteres na Casa Branca que a carta foi entregue em mãos na quinta-feira, mas não disse quem a entregou.

"Foi uma carta muito positiva", afirmou. "Acho que teremos outra reunião. Ele escreveu uma carta bonita de três páginas - realmente ótima do começo ao fim - uma carta muito bonita".

Trump e Kim se encontraram três vezes desde o ano passado para debater maneiras de resolver uma crise provocada pelos programas nuclear e de mísseis da Coreia do Norte, mas o progresso foi escasso no que diz respeito à meta de Washington de convencer o líder norte-coreano a abdicar de suas armas.

Trump contou que Kim havia dito "não estar contente" com os testes de mísseis, que este último disse ser uma reação contra exercícios militares dos EUA e da Coreia do Sul sendo realizados neste mês. Trump disse que ele mesmo "nunca foi fã" dos jogos de guerra.

"Querem saber? Não gosto de pagar por isso. Deveríamos ser reembolsados por isso, e eu disse isso à Coreia do Sul".

"Mas eu disse 'façam isso', porque este é um grande teste; isso foi uma reviravolta de várias áreas na Coreia do Sul. Gosto disso, porque é isso que deveria acontecer".

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade