PUBLICIDADE

Mundo

'Se Ucrânia perder, Otan pode lutar contra Rússia', diz Pentágono

Declaração foi dada por Austin durante discurso na Câmara dos EUA

1 mar 2024 - 09h42
(atualizado às 10h18)
Compartilhar
Exibir comentários

O secretário de Defesa dos Estados Unidos, Lloyd Austin, disse acreditar que, se a Ucrânia for derrotada na guerra deflagrada pela Rússia desde fevereiro de 2022, a Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) será forçada a lutar contra as tropas de Moscou.

"Se a Ucrânia perder, eu realmente acredito que a Otan entrará em conflito com a Rússia", declarou o chefe do Pentágono durante um discurso na Câmara dos Representantes dos EUA, citado pela imprensa ucraniana nesta sexta-feira (1º).

Austin enfatizou que todos sabem que "se Putin tiver sucesso ele não irá parar", "continuará a ser mais agressivo na região" e "outros líderes ao redor do mundo, outros autocratas olharão para isso".

"Eles irão ficar encorajados pelo fato de que isso aconteceu sem que possamos apoiar um estado democrático", afirmou ele.

O líder do Pentágono esclareceu ainda que, se a Ucrânia perder no campo de batalha, os países bálticos poderão ser ameaçados.

"Se você é um país báltico, está muito preocupado se será o próximo. Eles conhecem Putin, sabem do que ele é capaz. E, francamente, se a Ucrânia cair, acredito realmente que a Otan irá à guerra com a Rússia", acrescentou.

Desta forma, Austin reforçou que a alocação de fundos para a Ucrânia é crucial, porque é importante evitar uma situação no mundo "onde um país possa redesenhar as fronteiras dos seus vizinhos e assumir ilegitimamente o seu território soberano".

Em resposta, a Rússia classificou como "extremamente irresponsável" a declaração de Austin, informou a mídia estatal do país. .

Ansa - Brasil   
Compartilhar
Publicidade
Publicidade