PUBLICIDADE

Putin supervisiona grande exercício militar antes de eleição parlamentar

13 set 2021 15h35
ver comentários
Publicidade

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, supervisionou amplos exercícios militares com Belarus nesta segunda-feira, antes das eleições parlamentares que seu país realizará mais tarde nesta semana --e a Polônia, que é membro da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), expressou preocupação com as manobras.

Presidente da Rússia, Vladimir Putin, e ministro da Defesa do país, Sergei Shoigu, chegam para observar exercício militar na região de Nizhny Novogorod
13/09/2021 Sputnik/Sergei Savostyanov/Pool via REUTERS
Presidente da Rússia, Vladimir Putin, e ministro da Defesa do país, Sergei Shoigu, chegam para observar exercício militar na região de Nizhny Novogorod 13/09/2021 Sputnik/Sergei Savostyanov/Pool via REUTERS
Foto: Reuters

Os abrangentes exercícios "Zapad-2021", que usaram munição real, se estenderão até quinta-feira em diversas partes da Rússia e da ex-República soviética Belarus. Alguns locais em que as manobras serão realizadas ficam próximas de fronteiras de integrantes da Otan, e causam alarme em países vizinhos como a Ucrânia.

Os exercícios desta segunda-feira se concentraram na simulação de uma contraofensiva contra forças inimigas, disse o Ministério da Defesa russo. No Ártico, a Frota Norte e a Força Aérea da Rússia praticaram repelir um ataque perto de sua divisa com a Noruega.

Putin diz que as manobras --que o Ministério da Defesa disse envolver 200 mil militares, cerca de 80 aeronaves e helicópteros e quase 300 tanques-- não visam nenhum país estrangeiro e as classifica como uma reação necessária à atividade crescente da Otan perto das fronteiras russas e de seus aliados.

O presidente voou até a região russa de Nizhny Novgorod, ao leste de Moscou, com o ministro da Defesa, Sergei Shoigu, um aliado político próximo, para acompanhar as manobras que ocorriam ali.

A Rússia deve realizar eleições parlamentares entre 17 e 19 de setembro. Acredita-se que o partido governista Rússia Unida, que apoia Putin, vencerá, apesar de uma perda de popularidade.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade