PUBLICIDADE

Mundo

Primeiro-ministro da Eslováquia é atacado a tiros e levado ao hospital; suspeito foi detido

Quatro tiros foram ouvidos após reunião de governo em cidade próxima da capital, Bratislava. Um dos disparos atingiu o premiê no abdômen

15 mai 2024 - 10h38
(atualizado às 13h27)
Compartilhar
Exibir comentários
Primeiro-ministro da Eslováquia é baleado e socorrido para hospital:

O primeiro-ministro da Eslováquia, Robert Fico, foi baleado e levado ao hospital nesta quarta-feira 15. Segundo informações da TV TA3, quatro tiros foram ouvidos após uma reunião de governo na cidade de Handlová, próximo da capital, Bratislava. Um dos disparos atingiu o premiê no abdômen.

De acordo com imagens divulgadas pela Reuters um suspeito foi detido. Conforme informações do site de notícias eslovaco Aktualít, poucas pessoas aguardavam por Fico do lado de fora do local onde a reunião tinha ocorrido, e nenhuma delas estava vaiando ou proferindo palavras de ordem contra o governo. Somente um homem parecia estar protestando, segurando um cartaz.

Foto: Reuters

A presidente do país, Zuzana Caputová, emitiu um comunicado no qual condena o "brutal" ataque contra Fico e dejesa melhoras ao primeiro-ministro.

Quem é Robert Fico 

Nas eleições gerais de setembro de 2023 na Eslováquia, Robert Fico foi o candidato mais votado, apresentando uma plataforma pró-Putin e mais conservadora. Ele se opôs, por exemplo, à assistência da União Europeia e da Otan à Ucrânia, um tema sensível na região.

A posição da Eslováquia é significativa, uma vez que o país é membro da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), a aliança militar do Ocidente.

O partido de Fico, o Direção Social-Democracia (Smer-SSD), é conhecido por sua postura nacionalista. O político já fez declarações polêmicas condenando o casamento entre pessoas do mesmo sexo e a adoção de crianças por esses casais. Em termos econômicos, ele é considerado pró-trabalhadores, tendo implementado reformas que incluem direitos como aviso prévio e fortalecimento dos sindicatos.

Fico já ocupou o cargo de primeiro-ministro em outros dois períodos, de 2006 a 2010 e de 2012 a 2018. Em sua última gestão, renunciou ao cargo sob pressão da oposição, após o assassinato de um jornalista que investigava a corrupção em seu governo.

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade