PUBLICIDADE
URGENTE
Saiba como doar qualquer valor para o PIX oficial do Rio Grande do Sul

Eslováquia terá estrada feita de bitucas de cigarros; entenda

Ideia é resolver um problema de descarte do lixo, além de apostar em uma construção ecológica

22 jan 2024 - 05h00
Compartilhar
Exibir comentários
Resumo
Uma empresa eslovaca, especializada em reciclagem, desenvolveu um método para transformar bitucas de cigarro em incremento para o asfalto, o que reduzirá o impacto da contaminação por eles ao meio ambiente.
Cigarros no chão
Cigarros no chão
Foto: Ecobutt

Em um futuro próximo as bitucas de cigarro serão artigos de extrema importância para a construção de novas estradas. Uma empresa eslovaca, especializada em reciclagem, afirma ter desenvolvido um método que transforma o item num incremento para o asfalto.

A ideia, além de tornar a construção de estradas mais ecológica, reduzirá o impacto das bitucas de cigarro na natureza, visto que devido a seus componentes químicos, segundo estudo realizado pela empresa, costuma contaminar o solo, tecidos hidrográficos e até prejudicar animais, como galinhas, entre outras aves, que consomem bitucas por engano. 

De acordo com a EcoButt, empresa eslovaca citada, a ideia das ‘estradas de bituca’ surgiu em 2017, quando tomaram ciência de um estudo australiano que investigava o uso de fibras de filtros de cigarro na indústria de construção e arquitetura. A ideia era evitar que os resíduos não acabassem em aterros ou centros de incineração, que não “soluções verdes”.

Substância produzida pela Ecobutt
Substância produzida pela Ecobutt
Foto: Ecobutt

Em 2020, eles entraram no mercado de reciclagem e deram início a uma pesquisa para tentar trocar o granulado de celulose comum, à base de polpa de madeira, para o granulado de acetilcelulose, feito à base de cinza de cigarro. Após testes laboratoriais, comprovou-se a criação de uma mistura asfáltica, sem grandes mudanças em suas propriedades.

"A tecnologia deles é, provavelmente, a melhor tecnologia com um benefício ambiental positivo abrangente que apareceu nos últimos anos", escreveu Juraj Ladomersky, professor de Ciência e Tecnologia na Universidade de Zvolen, em depoimento no site da empresa.

Por que as bitucas de cigarro são nocivas?

Ilustração de animais que comem bitucas por engano
Ilustração de animais que comem bitucas por engano
Foto: Ecobutt

De acordo com a EcoButt, o filtro do cigarro possui mais de 6 mil substâncias tóxicas e cancerígenas, que contaminam o solo, onde cultivamos nossos alimentos; os tecidos hidrográficos, de onde vem nossa água; e o ecossistema, animais e plantas ao redor. 

Todo esse dano é causado após a bituca entrar em contato com a chuva e atingir o solo. Acredita-se que um filtro de cigarro seja capaz de contaminar até 5 litros de água em condições favoráveis de chuva, umidade ou contato com qualquer tipo de organismo vivo.

Quando teremos ‘estradas verdes’?

Pontos de coleta de bitucas da Ecobutt
Pontos de coleta de bitucas da Ecobutt
Foto: Ecobutt

Em Bratislava, capital da Eslováquia, a empresa municipal de coleta de lixo, a Odvoz a Likvidácia Odpadu, começará a recolher as bitucas disponibilizando coletores especiais em eventos públicos e em determinados pontos de grande movimento da cidade.

“Se os visitantes de um festival, corrida, feira ou outro evento urbano colocarem as pontas de cigarro no recipiente, contribuirão não só para um ambiente mais limpo, mas também para a valorização material deste tipo de resíduo”, afirma Martina Čechová, gestora de economia circular da OLO, em artigo publicado no site oficial da empresa.

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade