PUBLICIDADE

Papa e Mattarella fazem apelo em 'Dia Mundial contra o Trabalho Infantil'

12 jun 2021 09h23
| atualizado às 10h11
ver comentários
Publicidade

No "Dia Mundial contra a Exploração do Trabalho Infantil", celebrado neste sábado (12), o presidente da Itália, Sergio Mattarella, e o papa Francisco fizeram um apelo para o fim da exploração de crianças.

Papa Francisco durante audiência geral no Vaticano
Papa Francisco durante audiência geral no Vaticano
Foto: ANSA / Ansa - Brasil

"É necessário um esforço de toda a sociedade e das suas instituições para pôr fim a esta grave violação dos direitos da criança e para fazer valer o direito das crianças a um futuro livremente escolhido por elas", disse Mattarella.

Em sua mensagem, o chefe de Estado italiano reforçou que "neste sentido, as iniciativas de sensibilização programadas na Itália são particularmente dignas".

Além disso, Mattarella lembrou que a celebração "coincide com o ano proclamado pelas Nações Unidas para a eliminação do trabalho infantil".

Francisco, por sua vez, ressaltou que o mundo tem a responsabilidade de incentivar o crescimento das crianças e garantir sua saúde.

"As crianças são o futuro da família humana: todos temos a tarefa de promover o seu crescimento, saúde e serenidade", escreveu o Pontífice em sua conta no Twitter.

As crianças são o futuro da família humana: cabe a todos nós promover o seu crescimento, saúde e serenidade! #NoChildLabourDay

? Papa Francisco (@Pontifex_pt) June 12, 2021

O objetivo da data, criada em 2002 pela Organização Internacional do Trabalho, visa a alertar a população sobre crianças que, ao invés de estarem em escolas estudando, estão sendo obrigadas a trabalharem diariamente.

Segundo dados da Unicef, a pandemia de Covid-19 e o encerramento das escolas restringiram os direitos da infância.

Ansa - Brasil   
Publicidade
Publicidade