PUBLICIDADE

Protestos pró-curdos na Turquia deixam 9 mortos

Os manifestantes exigem a intervenção do governo turco na guerra contra o Estado Islâmico para que a cidade de Kobane não caia nas mãos dos radicais

7 out 2014 20h31
| atualizado às 20h32
ver comentários
Publicidade
<p>Milhares se manifestam na Turquia para pedir intevenção do governo na guerra contra o Estado Islâmico</p>
Milhares se manifestam na Turquia para pedir intevenção do governo na guerra contra o Estado Islâmico
Foto: Twitter

Ao menos nove pessoas morreram nesta terça-feira durante violentas manifestações na Turquia para exigir que o governo em Ancara intervenha militarmente para impedir a queda da cidade síria de Kobane, de maioria curda, nas mãos do grupo jihadista Estado Islâmico.

Segundo a imprensa turca, os confrontos deixaram ainda dezenas de feridos, em várias cidades do país, principalmente no sudeste, região de maioria curda.

Em Diyabarkir, "capital" curda da Turquia, os protestos deixaram cinco mortos. Outras duas pessoas morreram em Siirt, uma em Batman e outra em Mus, todas cidades situadas no sudeste do país.

Os confrontos envolveram pró-curdos, policiais e adversários políticos dos curdos.

O principal partido curdo na Turquia, o Partido Democrático Popular (HDP), convocou na segunda-feira todos os curdos do país a protestar em favor de Kobane, cidade na fronteira com a Turquia, a ponto de cair nas mãos do Estado Islâmico (EI).

Desvendando o Estado Islâmico Desvendando o Estado Islâmico

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
Publicidade
Publicidade