5 eventos ao vivo

Mais de 2 mil palestinos morreram em Gaza, diz autoridade

No total, são 2.016 pessoas as que morreram nas últimas cinco semanas, entres 541 crianças, 250 mulheres e 95 idosos

17 ago 2014
14h30
atualizado às 14h30
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
 Menino palestino carrega o irmão no colo em frente aos destroços da casa da família em Gaza, em 13 de agosto
Menino palestino carrega o irmão no colo em frente aos destroços da casa da família em Gaza, em 13 de agosto
Foto: Ibraheem Abu Mustafa / Reuters

As autoridades médicas de Gaza informaram, neste domingo, que mais de duas mil pessoas morreram na região desde o início, no último dia 8 de julho, da ofensiva de Israel contra a infraestrutura militar do Hamas.

No total, são 2.016 pessoas as que morreram nas últimas cinco semanas, entres 541 crianças, 250 mulheres e 95 idosos, notificou o porta-voz do Ministério da Saúde na Faixa, Ashraf Al Qedra, em comunicado de imprensa.

Na mesma nota, Qedra acrescentou que 10.193 palestinos ficaram feridos neste período.

A atual situação de cessar-fogo de cinco dias pactuado entre israelenses e palestinos por mediação egípcia que se vive na Faixa permitiu aos serviços de resgate continuar os trabalhos de busca de vítimas entre os escombros dos edifícios derrubados durante o conflito, o que elevou o índice de mortos.

Por outra parte, 64 soldados e um civil de Israel, um beduíno e um trabalhador estrangeiro morreram em consequência dos mais de 3.500 foguetes lançados pelas milícias palestinas de Gaza desde o início da operação Limite Protetor do exército israelense.

Faixa de Gaza: entenda o conflito Faixa de Gaza: entenda o conflito
Conheça um pouco mais sobre a região, que tem um quarto do tamanho do município de São Paulo, mas uma enorme importância para a história do Oriente Médio

Veja também:

Os traumáticos testes forçados de virgindade no Egito
EFE   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade