0

Jovem nascida em uma prisão do regime é detida na Síria

Pais da jovem são médicos, perseguidos pelo regime por causa de seu suposto pertencimento ao Partido de Ação Comunista, proibido

4 nov 2014
20h38
atualizado às 20h40
  • separator
  • 0
  • comentários

A filha de dois opositores ao regime sírio, nascida há 26 anos na prisão, foi detida na Síria após voltar de uma curta viagem ao Líbano, informou uma ONG humanitária nesta terça-feira.

"Maria Bahjar Shaabo nasceu na prisão em 1988, quando sua mãe cumpria pena de quatro anos por sua militância política", informou à AFP Rami Abdel Rahman, presidente do Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH).

"Ela foi detida no domingo, do lado sírio da fronteira, pelos serviços de inteligência", ao voltar de uma visita à sua mãe, que assistia a uma conferência médica, informou.

Os pais da jovem são médicos, perseguidos pelo regime por causa de seu suposto pertencimento ao Partido de Ação Comunista, proibido.

Esta formação era particularmente ativa nos anos 1980 e 1990, nos tempos de Hafez Al Assad, o pai do atual presidente, Bashar Al Assad, que chegou ao poder no ano 2000.

"Quando tinha um ano e meio, o pai de Maria conseguiu tirá-la da prisão e cuidou dela enquanto a mãe cumpria dois anos e meio" que restavam da pena, explicou o presidente do OSDH.

"Logo, pouco depois da libertação da mãe, o pai foi detido. Passou cerca de 10 anos na prisão, de 1992 a 2002", acrescentou.

Antes de iniciado o conflito sírio, em 2011, as violações dos direitos humanos eram habituais no regime de Assad, segundo organizações não governamentais, que acreditam que milhares de pessoas em todo o país permanecem presas por causa de suas ideias políticas.

Entenda os conflitos na Síria Entenda os conflitos na Síria: Confrontos começaram em março de 2011, se transformaram em guerra civil e já fizeram milhares de mortos e outros milhões de refugiados

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade