0

Estado Islâmico liberta mais de 90 curdos presos na Síria

Nesta segunda-feira, o EI também pôs em liberdade 50 prisioneiros na cidade de Manbech, na província de Aleppo

4 nov 2014
09h13
  • separator
  • 0
  • comentários

O grupo extremista Estado Islâmico (EI) libertou pelo menos 93 civis curdos que foram sequestrados em fevereiro, quando se dirigiam ao Curdistão iraquiano, informou o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

<p>Civis curdos observam do topo de uma colina a cidade síria de Kobani</p>
Civis curdos observam do topo de uma colina a cidade síria de Kobani
Foto: Yannis Behrakis / Reuters

O EI sequestrou em fevereiro mais de 160 civis curdos, que eram acusados de integrar a União Democrática Curda (PYD), o principal partido curdo da Síria. O OSDH não informou o motivo da libertação.

Os combatentes do PYD lutam contra o EI há mais de um mês na cidade de Kobane. 

Pelo menos 53 curdos entraram na Turquia e os outros 40 permanecem em território sírio, segundo a ONG, que tem uma ampla rede de fontes civis, médicas e militares na Síria. O OSDH não tem notícias sobre o paradeiro de outras 70 pessoas.

Os civis, naturais de Kobane, foram sequestrados depois que deixaram esta cidade para viajar com destino ao Curdistão iraquiano. Eles permaneceram em cativeiro no reduto do EI em Raqa, norte da Síria.

Nesta segunda-feira, o EI também pôs em liberdade 50 prisioneiros na cidade de Manbech, na província de Aleppo. No último dia 29, os jihadistas soltaram 25 menores curdos que haviam sido sequestrados em maio na província de Aleppo.

Com informações da AFP e EFE.

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade