4 eventos ao vivo

EI: gay é jogado de torre, sobrevive, mas é morto a pedradas

Depois de chegar ao chão, ainda vivo, o sírio foi avaliado por outro membro terrorista e, assim, condenado a sofrer pedradas até a morte

3 fev 2015
09h10
atualizado às 09h28
  • separator
  • comentários

Fotos chocantes da execução de um sírio por volta dos 50 anos por supostamente ser homossexual foram reveladas nesta terça-feira. O homem foi atirado de uma torre por membros do Estado Islâmico, porém teria sobrevivido e, por isso, foi morto a pedradas por uma multidão que assistia a execução. As informações são do Daily Mail.

Homem foi atirado de prédio, mas sobreviveu; ele foi condenado por ter "affair gay"
Homem foi atirado de prédio, mas sobreviveu; ele foi condenado por ter "affair gay"
Foto: Daily Mail / Reprodução

A execução foi confirmada pela ONG Observatório Sírio. Segundo as informações, dois homens vestidos de preto empurraram o homem que tinha os olhos vendados de um prédio alto da cidade de Raqqa. Depois de chegar ao chão, ainda vivo, foi avaliado por outro membro terrorista e, assim, condenado a sofrer pedradas até a morte.

Multidão atirou pedras no homem acusado pelo grupo terrorista Estado Islâmico
Multidão atirou pedras no homem acusado pelo grupo terrorista Estado Islâmico
Foto: Daily Mail / Reprodução

No mês passado, outros dois homens foram mortos pelo Estado Islâmico ao serem jogados de um prédio também pelo “crime” de serem gays. Segundo o grupo extremista islâmico, algumas punições devem ser tomadas contra homossexuais, entre elas a crucificação.

Desvendando o Estado Islâmico Desvendando o Estado Islâmico

Fonte: Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade