6 eventos ao vivo

Curdos cortam abastecimento do Estado Islâmico em Kobane

Desde o início dos combates mais de 1.000 pessoas, em sua maioria jihadistas, morreram

12 nov 2014
13h39
atualizado às 13h39
  • separator
  • 0
  • comentários

As forças curdas cortaram nesta quarta-feira uma rota de provisionamento do grupo jihadista Estado Islâmico (EI), de vital importância na luta pelo controle da cidade de Kobane, onde os combates continuam sem cessar, indicou uma ONG.

<p>Nos combates desta quarta-feira em Kobane 16 jihadistas morreram em várias partes da cidade, disse ele</p>
Nos combates desta quarta-feira em Kobane 16 jihadistas morreram em várias partes da cidade, disse ele
Foto: BBC Mundo / Copyright

As Unidades de Proteção do Povo Curdo (YPG) "atacaram a rota Halanj-Kobane, a sudeste da cidade, e conseguiram cortar esta via de abastecimento de armas e combatentes para o EI", informou Rami Abdel Rahmane, diretor do Observatório Sírio para os Direitos Humanos (OSDH).

As YPG são as milícias curdas que defendem a cidade de Kobane (Ain al Arab, em árabe) da ofensiva jihadista iniciada em 16 de setembro.

"É uma das principais rotas pelas quais os jihadistas trazem seus reforços da província vizinha de Raqa", acrescentou a fonte.

Nos combates desta quarta-feira em Kobane 16 jihadistas morreram em várias partes da cidade, disse ele.

Desde o início dos combates mais de 1.000 pessoas, em sua maioria jihadistas, morreram, de acordo com fontes.

Desvendando o Estado Islâmico Desvendando o Estado Islâmico

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade