7 eventos ao vivo

Al-Qaeda sequestra e executa 15 soldados iemenitas

Homens foram degolados e mortos a tiros depois de o ônibus onde estavam ser interceptado

8 ago 2014
17h58
  • separator
  • 0
  • comentários

Quinze soldados iemenitas foram executados por um comando da Al-Qaeda pouco depois de terem sido sequestrados na noite desta sexta-feira na província de Hadramut, no sudeste do país, afirmou uma autoridade militar.

Os soldados foram "detidos por um comando da Al-Qaeda", que interceptou o ônibus em que estavam perto da cidade de Chibam, e levados para a localidade vizinha de Huta, onde foram executados, informou a mesma fonte.

Moradores contaram que quatro soldados foram degolados e os outros, mortos a tiros.

Antes da execução, cometida em público, o chefe do comando que se identificou como Jalal Belaidi Abu Hamza al-Zinjibari, deu a ordem para que os soldados fossem mortos.

"Foi um massacre terrível e ficamos aterrorizados com este ato bárbaro", contou à AFP um dos moradores, que assistiu à execução e que pediu para não ser identificado por temer represálias.

Os soldados iam de Seyun, um reduto da Al-Qaeda, para a capital Sana, de acordo com a mesma fonte.

O Exército mobilizou reforços na região de Huta para tentar localizar os autores do ataque.

A Al-Qaeda na Península Arábica (Aqpa) se aproveitou do enfraquecimento do governo do Iêmen em 2011, depois do início da insurreição popular contra o ex-presidente Ali Abdullah Saleh. O grupo mantém uma forte presença no sul e no sudeste do país.

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade