PUBLICIDADE

Jovem de 20 anos desiste de seis transplantes e opta por morte assistida

Eric Coulam disse para amigos e familiares que será um "fim para o sofrimento"

5 jul 2022 - 10h37
(atualizado às 10h46)
Ver comentários
Eric Coulam decidiu planejar sua morte assistida
Eric Coulam decidiu planejar sua morte assistida
Foto: Reprodução/NY Post

Eric Coulam, um jovem de 20 anos que precisaria de seis transplantes, decidiu planejar sua morte assistida, segundo informações do NY Post

Ele, que mora na Colúmbia Britânica, no Canadá, foi diagnosticado com doença hepática e renal e tem uma condição gastrointestinal não identificada. O jovem passa por vários tratamentos há uma década.

Para explicar a sua decisão para familiares e amigos, Coulam fez um "churrasco de despedida" e disse que será um "fim para o sofrimento". "Eu sofro o dia todo. Estou confinado em um quarto há muito tempo e já estou farto", afirmou à CJDC-TV

"Às vezes fico deitado à noite e fico triste. A maioria das vezes, fico na esperança de um dia melhor porque estou com muita dor o tempo todo", disse. "Eu tomo muitos remédios apenas para ficar confortável por algumas horas", acrescentou.

O jovem lidou durante grande parte da sua vida com muitas dores no abdômen e dores crônicas, sofreu com infecções e chegou até a perder o intestino delgado. Ele também já ficou em coma por um tempo quando entrou em choque séptico.

Coulam foi informado que sua única chance de sobrevivência seria passar pelo transplante de seis órgãos e, que mesmo assim, as chances de recuperação seriam de 50%.

Ele ainda não tem uma data de quando pretende encerrar sua vida, mas diz que será quando conseguir realizar alguns desejos e ver algumas pessoas. "Eu posso ir quando estiver pronto. Não quando realmente estiver doente ou quando tirarem meus remédios ou qualquer coisa desse tipo. É quando estiver pronto."

O jovem vai fazer uso de uma lei do Canadá, de 2016, que permite que canadenses elegíveis com mais de 18 anos tenham assistência médica para morrer. O paciente deve ter uma "doença ou deficiência grave e incurável" e também estar com dor física ou psicológica que a medicação não consegue controlar.

Após a decisão, amigos decidiram arrecadar dinheiro para ajudá-lo a realizar a lista de desejos. Em uma página do Go Found Me, eles esperam arrecadar US$ 25 mil (cerca de R$ 134 mil, na cotação atual).

Fonte: Redação Terra
Publicidade
Publicidade