PUBLICIDADE

Mundo

Israel tentou evitar resposta iraniana a ataque à embaixada, diz comandante da Guarda Iraniana

30 mai 2024 - 11h51
Compartilhar
Exibir comentários

Israel enviou mensagens a Teerã, via Egito, de que iria "comprometer-se" em Gaza para tentar evitar uma resposta iraniana a um ataque em abril ao complexo da embaixada do Irã na Síria, disse um comandante sênior da Guarda Revolucionária, segundo a agência de notícias iraniana Tasnim.

De acordo com a Tasnim, o chefe da Força Aeroespacial da Guarda, Amirali Hajizadeh, teria fornecido detalhes do que afirmou serem esforços de Israel na época para evitar uma escalada de hostilidades após o ataque de Damasco.

No evento, o Irã lançou drones explosivos e disparou mísseis contra Israel, no seu primeiro ataque direto ao território israelense. Isso foi uma retaliação pelo que disse ter sido um ataque israelense ao seu consulado em Damasco, no qual foram mortos sete oficiais do Corpo da Guarda Revolucionária Islâmica.

Israel não confirmou nem negou ser responsável pelo ataque. As autoridades israelenses, no entanto, descreveram o local atingido como um escritório da Guarda Revolucionária perto da embaixada, e não como parte da missão diplomática.

"Israel enviou mensagens através do ministro dos Negócios Estrangeiros do Egito de que irá comprometer-se na guerra em Gaza para evitar a retaliação do Irã", disse Amirali Hajizadeh.

Contatado pela Reuters, o gabinete do primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, não fez comentários imediatos.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade