PUBLICIDADE

Mundo

Igreja Ortodoxa Russa suspende padre que rezou no túmulo de Navalny

24 abr 2024 - 12h40
(atualizado às 13h55)
Compartilhar
Exibir comentários

Um padre ortodoxo russo que conduziu uma cerimônia fúnebre no mês passado no túmulo do ex-líder de oposição Alexei Navalny foi suspenso de suas funções clericais e condenado a cumprir três anos de "penitência".

Dmitry Safronov rezou várias vezes no túmulo de Navalny em Moscou e conduziu uma missa no local em 26 de março para marcar os 40 dias desde a morte de Navalny em uma colônia penal russa no Ártico.

Sua suspensão foi anunciada pela Diocese de Moscou da Igreja Ortodoxa Russa, que disse que ele seria rebaixado à função de leitor de salmos.

Nenhum motivo foi declarado para a punição, a última de uma série que a Igreja impôs a padres considerados simpáticos à oposição ou que não apoiam suficientemente a guerra da Rússia na Ucrânia.

"No final do período de penitência, com base no feedback do local de obediência, será tomada uma decisão sobre a possibilidade de seu futuro serviço sacerdotal", disse a diocese.

A Reuters não conseguiu entrar em contato com Safronov. Um homem que atendeu o telefone em sua igreja em Moscou disse que todas as perguntas deveriam ser direcionadas ao escritório do patriarca ortodoxo Kirill, que não respondeu imediatamente a um pedido de comentário.

O funeral de Navalny, o mais conhecido crítico interno do presidente russo, Vladimir Putin, levou dezenas de milhares de pessoas às ruas em 1º de março -- um evento raro na Rússia, onde quase 20.000 pessoas foram detidas nos últimos dois anos por protestarem contra a guerra.

O Kremlin nega as acusações de apoiadores de Navalny de que ordenou a sua morte. Seu atestado de óbito diz que ele morreu de causas naturais.

Ao discursar no túmulo, que estava repleto de flores, em 9 de março, Safronov disse que Navalny havia exortado os russos a não desistirem.

"O mal só pode ser derrotado por uma coisa, pelo bem. Se tentarmos derrotar o mal com o mal, então multiplicaremos o mal. Portanto, de fato nos lembraremos de Alexei, lembraremos de seu testamento para nós e rezaremos por ele e esperamos que ele reze por nós no trono do Senhor", disse.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Compartilhar
Publicidade
Publicidade