0

Extrema direita elege novo prefeito de Cagliari

Capital da Sardenha era governada pela centro-esquerda

17 jun 2019
12h07
atualizado às 13h26
  • separator
  • 0
  • comentários

Após a vitória nas eleições europeias de 26 de maio, a extrema direita italiana elegeu neste domingo (16) o novo prefeito de Cagliari, capital e maior cidade da Sardenha.

Paolo Truzzu foi eleito prefeito de Cagliari no primeiro turno
Paolo Truzzu foi eleito prefeito de Cagliari no primeiro turno
Foto: ANSA / Ansa - Brasil

Paolo Truzzu, conselheiro regional do partido Irmãos da Itália (FDI) e apoiado pela Liga, do ministro do Interior e vice-premier Matteo Salvini, recebeu 50,12% dos votos e garantiu a vitória em primeiro turno.

Truzzu superou a candidata de centro-esquerda Francesca Ghirra, ex-secretária de Urbanismo e que teve 47,78% da preferência - eles ficaram separados por apenas 1.582 votos. Em função da margem estreita, Ghirra pretende pedir uma recontagem.

Ao todo, 28 cidades sardas foram às urnas, sendo cinco delas com mais de 15 mil habitantes, ou seja, com possibilidade de segundo turno caso nenhum candidato alcançasse mais de 50% dos votos.

A coalizão de direita também conquistou Alghero, com Mario Conoci (53%), que derrotou o prefeito Mario Bruno (32%), do Partido Democrático (PD), de centro-esquerda. Além disso, a Liga elegeu seu primeiro prefeito na Sardenha: Tittino Cau, em Illorai, cidade de 800 habitantes situada na província de Sassari.

Em fevereiro passado, Salvini já havia conseguido eleger o governador da Sardenha, Christian Solinas, que derrotou o ex-prefeito de Cagliari Massimo Zedda, do PD. Aquele resultado representou uma vitória inédita da Liga - tradicionalmente identificada com o rico norte - no sul do país.

A centro-esquerda, por sua vez, irá para o segundo turno, em 30 de junho, em Sassari e Monserrato e venceu em Sinnai, com Tarcisio Anedda (50,3%).

Ansa - Brasil   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade