0

Vaticano envia polêmica mensagem à presidente argentina

O porta-voz do vaticano esclareceu que a carta, enviada por ocasião da festa pátria no país, não era uma mensagem pessoal do Papa Francisco

23 mai 2014
10h31
atualizado às 10h44
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
<p>O sacerdote Ciro Benedettini declarou que a mensagem enviada à presidente da Argentina era uma carta da Secretaria de Estado do Vaticano e não uma carta pessoal do Papa. Na foto, Francisco acena ao deixar a Praça de São Pedro, na Cidade do Vaticano em 30 de abril</p>
O sacerdote Ciro Benedettini declarou que a mensagem enviada à presidente da Argentina era uma carta da Secretaria de Estado do Vaticano e não uma carta pessoal do Papa. Na foto, Francisco acena ao deixar a Praça de São Pedro, na Cidade do Vaticano em 30 de abril
Foto: Alessandro Bianchi / Reuters

O Vaticano enviou uma mensagem, "redigida em nome do Santo Padre", à presidente argentina Cristina Kirchner, indicou nesta sexta-feira à AFP o porta-voz do Vaticano, o padre Federico Lombardi.

É comum que este tipo de mensagem, que frequentemente o papa nem chega a ler, leve a assinatura "Francisco", esclareceu Lombardi ao se referir à polêmia sobre a mensagem enviada pelo Vaticano a Kirchner.

"A partir de algo muito comum nasceu um equívoco", disse Lombardi à AFP.

Pela manhã, um porta-voz adjunto da Santa Sé havia dito que o Vaticano havia enviado uma mensagem a Cristina Kirchner por ocasião da festa pátria, mas que não se tratava de "uma mensagem pessoal do Papa".

"Houve uma mensagem da Secretaria de Estado (do Vaticano), como é habitual neste tipo de ocasiões, mas não era uma mensagem pessoal do Papa", declarou o sacerdote Ciro Benedettini, porta-voz adjunto da sala de imprensa do Vaticano.

O bispo argentino Guillermo Karcher, secretário de protocolo do Vaticano, afirmou na quinta-feira que a carta era falsa.

Mas o secretário da presidência argentina, Oscar Parrilli, disse que não duvidava da autenticidade do documento, que havia chegado pelos canais habituais.

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade