PUBLICIDADE

Rússia aumentará seu nº de navios de desembarque da Marinha

4 mar 2014 06h32
| atualizado às 06h35
ver comentários
Publicidade

A Rússia anunciou nesta terça-feira que vai aumentar o número de seus navios de desembarque e que intensificará a restauração de suas embarcações desse tipo que já estão à disposição da Marinha de Guerra do país.

"A Marinha russa tem 19 navios dessa classe. Sua vida útil média é de mais de 25 anos", informou o ministro da Defesa, Sergei Shoygu, e acrescentou que a frota de desembarque russa experimenta uma renovação atualmente.

"Em 2015, estarão a serviço da Marinha o navio de desembarque 'Ivan Gren' e dois porta-helicópteros, 'Vladivostok' e 'Sebastopol' (da classe 'Mistral')", detalhou.

No entanto, acrescentou que "é óbvio que essas medidas não são suficientes e, por isso, é importante prestar atenção na restauração dos navios dessa classe", e acrescentou que a Rússia tem como objetivo reformar duas embarcações de desembarque por ano.

A embarcação "Vladivostok", comprada junto à França, foi encomendada no dia 15 de outubro para ser entregue à Rússia no segundo semestre deste ano e será equipada com diferentes sistemas de armas em território russo.

Por sua vez, a entrega do "Sebastopol", também construído nos estaleiros franceses, está prevista para 2015. A Rússia se comprometeu a pagar US$ 1,659 bilhão pelos dois porta-helicópteros, no programa de modernização de suas Forças Armadas.

Os navios da classe "Mistral", de 199 metros de comprimento e 32 de largura, têm um deslocamento (calado) máximo de 32,3 mil toneladas, desenvolvem uma velocidade de até 18,8 nós e podem receber até 16 helicópteros, 50 veículos militares e 500 soldados.

<a data-cke-saved-href="http://noticias.terra.com.br/mundo/ucrania-x-russia/" href="http://noticias.terra.com.br/mundo/ucrania-x-russia/">veja o infográfico</a>
EFE   
Publicidade
Publicidade