0

Presidente do futebol amador italiano é destituído por homofobia

21 mai 2015
19h54
  • separator
  • comentários

O presidente da Liga italiana de futebol amador, Felice Belloli, foi destituído por unanimidade nesta quinta-feira, depois de declarações homofóbicas em relação ao futebol feminino.

Belloli perdeu o cargo após reunião do conselho de futebol amador, explicou a Federação Italiana de Futebol (FIGC).

O dirigente foi acusado de ter dito em 5 de março, durante uma reunião do conselho que supervisiona o futebol feminino, que "chega, não podemos sempre falar em ceder diante de quatro lésbicas".

Belloli nega ter pronunciado esta declaração e não quis entregar o cargo.

A estrela da seleção italiana Patrizia Panico condenou "as palavras sexistas, machistas e ignorantes".

"Queremos ser julgadas pelo que fazemos em campo, não por nossa orientação sexual", completou.

O presidente da FIGC, Carlo Tavecchio, que comandou o futebol amador italiano antes de ocupar o cargo atual, condenou as declarações do sucessor.

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
  • separator
  • comentários
publicidade