1 evento ao vivo

Gorbatchev saúda referendo na Crimeia e critica sanções

17 mar 2014
13h27
  • separator
  • 0
  • comentários

O ex-presidente soviético Mikhail Gorbachev saudou nesta segunda-feira o resultado do referendo na Crimeia sobre a anexação península à Rússia e criticou o anúncio do Ocidente de impor sanções contra autoridades russas e ucranianas.

O ex-presidente soviético Mikhail Gorbatchev se recusou nesta sexta-feira a defender a "reunificação" da Rússia com a Crimeia
O ex-presidente soviético Mikhail Gorbatchev se recusou nesta sexta-feira a defender a "reunificação" da Rússia com a Crimeia
Foto: AFP

"Se a Crimeia foi unida à Ucrânia de acordo com a lei soviética, (...) sem pedir a opinião das pessoas, hoje foi o povo que decidiu por corrigir este erro. Devemos saudar isso, e não anunciar sanções", disse, citado pela agência de notícias Interfax.

Esta península no Mar Negro foi oferecida à Ucrânia pelo líder soviético Nikita Khrushchev em 1954.

"Para impor sanções deve haver razões muito graves. E elas devem ser apoiadas pela ONU", insistiu Gorbachev.

"A expressão da vontade do povo da Crimeia e sua incorporação à Federação da Rússia como uma região não é uma razão suficiente", avaliou.

Quase 97% dos eleitores da Crimeia aprovaram no domingo a incorporação da península ucraniana à Federação da Rússia, que proclamou sua independência nesta segunda-feira.

Na sequência, a União Europeia aprovou sanções contra 21 indivíduos russos e ucranianos considerados responsáveis pela anexação da Crimeia pela Rússia, de acordo com o ministro das Relações Exteriores da Lituânia.

Crimeia: milhares festejam retorno à Rússia com grande festa; veja fotos

 

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade