0

Chefes de Estado posam para um 'selfie com o Papa'

Francisco foi surpreendido pelo "selfie" solicitado por alguns dos delegados

27 abr 2014
18h50
atualizado às 18h56
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Foto: Andreas Solaro / AFP

O protocolo do Vaticano, respeitado rigorosamente neste domingo durante a cerimônia de canonização dos papas João XXIII e João Paulo II, foi quebrado pelos pedidos de "selfie com Francisco" de alguns chefes de Estado e chefes de delegações.

Ao término da cerimônia, durante a saudação oficial às 98 delegações estrangeiras presentes para a canonização, Francisco foi surpreendido pelo "selfie" solicitado por alguns dos delegados.

Em ao menos duas ocasiões, representantes oficiais pediram que o Papa posasse para um autorretrato, apesar de o fotógrafo oficial da Santa Sé estar imortalizando cada um destes momentos. Igualmente curioso foi quando a esposa do presidente da Polônia tirou uma foto de seu marido, Bronislaw Komorowski, enquanto ele cumprimentava o papa latino-americano.

Em todas estas ocasiões Francisco não parecia incomodado, mostrando-se disponível enquanto os delegados lhe entregavam cartas, pediam conselhos e falavam mais do que o necessário. Francisco não costuma fugir dos selfies e durante as audiências gerais tirou fotos com recém-casados e estudantes.

Na lista dos "11 'selfies' mais memoráveis" elaborada recentemente pela revista Time, há uma do papa Francisco com um grupo de adolescentes no Vaticano, e outra do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e do primeiro-ministro britânico, David Cameron, surpreendidos enquanto tiravam uma foto com a primeira-ministra da Dinamarca, Helle Thorning Schmidt, durante a cerimônia em homenagem a Nelson Mandela na África do Sul.

Veja também:

Penteado "estilo quarentena" virou coisa do passado
AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade