PUBLICIDADE

Caixas-pretas do avião malaio chegam ao Reino Unido

Caixas chegaram à cidade inglesa de Farnborough para serem avaliadas a pedido das autoridades holandesas

23 jul 2014 09h05
| atualizado às 09h07
ver comentários
Publicidade
As caixas-pretas do avião malaio foram enviadas à Grã-Bretanha por ucranianos e chegou ao país nesta quarta-feira
As caixas-pretas do avião malaio foram enviadas à Grã-Bretanha por ucranianos e chegou ao país nesta quarta-feira
Foto: Dmitry Lovetsky. / AP

As caixas-pretas do avião de Malaysia Airlines, que caiu no leste da Ucrânia no último dia 17, chegaram na manhã desta quarta-feira ao Reino Unido para serem analisadas pela equipe técnica, informou a Divisão de Investigação de Acidentes Aéreos (AAIB, na sigla inglês).

"Nós podemos confirmar que as duas caixas-pretas do MH17 foram entregues pelo conselho se segurança holandês para o órgão de investigação de acidentes aéreos em Farnborough para a extração dos dados", disse um comunicado do Departamento de Transporte.

A AAIB indicou que as caixas chegaram a sua sede na cidade inglesa de Farnborough, no sul da Inglaterra, para serem avaliadas a pedido das autoridades holandesas.

Os especialistas britânicos analisarão os dados contidos nas caixas do voo MH17, que teria sido derrubado por um míssil disparado pelos rebeldes pró-russos no leste da Ucrânia.

Concretamente, os especialistas deverão analisar as conversas dos pilotos e os dados do avião no momento do acidente.

O Ministério britânico de Transporte indicou que a AAIB acredita poder recuperar toda a informação das caixas-pretas em menos de 24 horas, embora não haja um prazo para sua divulgação, tendo em vista que os dados conclusivos serão entregues às autoridades da Holanda.

O primeiro avião que levará os corpos das 298 vítimas da tragédia chegará hoje à cidade holandesa de Eindhoven.

A Holanda, com 193 vítimas, e a Austrália, com 27, são os dois países mais afetados pela tragédia do Boeing 777 da Malaysia Airlines, que fazia a rota Amsterdã-Kuala Lumpur, na Malásia, e caiu próximo à fronteira da Ucrânia com a Rússia.

Com informações da Reuters e EFE.

Foto: Arte Terra

 

Fonte: Terra
Publicidade
Publicidade