0

Dados de eficácia de vacina contra Covid-19 indiana podem aumentar aceitação pública

4 mar 2021
14h54
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Médicos e políticos da Índia comemoraram nesta quinta-feira os dados de eficácia de uma vacina contra coronavírus apoiada pelo Estado que recebeu uma aprovação de emergência em janeiro antes da conclusão de um teste de estágio avançado, o que fez pessoas relutarem em recebê-la.

Profissional de saúde prepara dose da Covaxin em Ahmedabad, na Índia
26/11/2020
REUTERS/Amit Dave
Profissional de saúde prepara dose da Covaxin em Ahmedabad, na Índia 26/11/2020 REUTERS/Amit Dave
Foto: Reuters

Dados do governo mostram que só 10% das cerca de 12,6 milhões de pessoas imunizadas na Índia receberam a Covaxin, que se descobriu ser 81% eficaz em uma análise provisória do teste de estágio avançado, disse sua desenvolvedora, Bharat Biotech, na quarta-feira.

Qualquer aumento da aceitação da vacina na Índia, que nesta quinta-feira relatou que os casos novos de Covid-19 atingiram seu maior índice em cinco semanas, também pode melhorar suas perspectivas de exportação --a Bharat Biotech disse que 40 países estão interessados na Covaxin.

Muitos médicos e políticos de oposição indianos rejeitaram a Covaxin porque ela foi aprovada pela agência reguladora de medicamentos somente com base em dados de testes intermediários. A agência reguladora também autorizou o uso da vacina da Universidade de Oxford e da AstraZeneca, vendida como Covishield na Índia, que se descobriu ter 70,42% de eficácia com base em testes feitos no exterior.

"Agora que dados provisórios de um teste de estágio avançado da Covaxin estão disponíveis, posso pedir tranquilamente ao meu pai, que tem mais de 60 anos e é diabético, que a tome", disse Nirmalya Mohapatra, líder de uma associação de médicos do Hospital Ram Manohar Lohia de Nova Délhi que anteriormente se recusou publicamente a receber a Covaxin.

Rajib Dasgupta, presidente do Centro de Medicina Social e Saúde Comunitária da Universidade Jawaharlal Nehru de Nova Délhi, disse que os resultados provisórios são animadores, mas que um "quadro bem abrangente" surgirá somente após uma análise mais completa.

O parlamentar de oposição Shashi Tharoor comemorou o anúncio da Bharat Biotech.

"Para aqueles como eu que receavam que a Covaxin estivesse sendo distribuída antes de seus testes de estágio avançado serem concluídos, esta é, de fato, uma boa notícia", disse ele no Twitter.

A Índia relatou 17.407 casos de Covid-19 nas últimas 24 horas, o que eleva seu total a 11,16 milhões. As mortes aumentaram em 89 e chegaram a 157.435.

Veja também:

Como foi o casamento real de Elizabeth e Philip em 1947
Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade