0

'Coletes laranja' protestam com tratores na Itália

Movimento nasceu em Bari, inspirado nos "coletes amarelos"

7 jan 2019
20h08
atualizado às 20h38
  • separator
  • comentários

Inspirados pelos "coletes amarelos" franceses, cerca de 3 mil agricultores protestaram nesta segunda-feira (7) em Bari, no sul da Itália, para cobrar ações do poder público em defesa de seu território.

Protesto dos "coletes laranja" na Itália
Protesto dos "coletes laranja" na Itália
Foto: ANSA / Ansa - Brasil

O ato foi simbolizado pelo uso de coletes fluorescentes na cor laranja e de tratores. O grupo pedia o reconhecimento de estado de calamidade na região por conta das geadas do início de 2018, que prejudicaram plantações, e medidas para combater a bactéria Xylella fastidiosa, praga bastante comum em oliveiras.

"Compreendo a dificuldade que o setor de olivicultura está vivendo na Puglia. Estamos fazendo o possível para resolver as urgências e planificar intervenções", declarou o ministro de Políticas Agrícolas da Itália, Gian Marco Centinaio, que irá a Bari em 31 de janeiro.

Ao contrário dos atos dos "coletes amarelos" na França, a manifestação dos "coletes laranja" não registrou episódios de violência. O protesto ocorreu no mesmo dia em que o ministro do Trabalho e vice-premier italiano, Luigi Di Maio, publicou uma mensagem de apoio ao movimento francês.

"Coletes amarelos, não desistam. O Movimento 5 Estrelas [M5S, seu partido] está pronto para dar o apoio de que vocês precisam. Como vocês, também condenamos quem causou violência nas manifestações, mas sabemos bem que seu movimento é pacífico", escreveu.

Os "coletes amarelos" protestam contra as políticas econômicas do presidente Emmanuel Macron, a quem acusam de beneficiar os ricos.

Ansa - Brasil   

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade