0

Brasileira Irmã Dulce será declarada santa em outubro

Papa Francisco presidirá a cerimônia, em Roma, no dia 13

1 jul 2019
10h17
atualizado às 14h29
  • separator
  • 0
  • comentários

O papa Francisco anunciou nesta segunda-feira (1) que ficou agendada para 13 de outubro a cerimônia de canonização de cinco novos santos, entre eles a brasileira Irmã Dulce, da Bahia. Maria Rita de Sousa Brito Lopes Pontes nasceu em 26 de maio de 1914 e morreu em 13 de março de 1992, em Salvador. Mais conhecida como Irmã Dulce, a religiosa se dedicava a obras de caridade, gesto que lhe rendeu os apelidos de "anjo bom da Bahia" e "Bem-aventurada Dulce dos pobres". A cerimônia de canonização será presidida pelo papa Francisco, no Vaticano. Com isso, Irmã Dulce será a primeira mulher nascida no Brasil a se tornar santa.
    Além dela, serão canonizados os beatos John Henry Newman (1801-1890), um dos principais intelectuais cristãos do século XIX; a fundadora da Ordem de São Camilo, a italiana Giuseppina Vannini (1859-1911); a indiana Thresia Chiramel Mankidiyan (1876-1926); e a suíça Margarita Bays, da Ordem Terceira de São Francisco (1815-1879).
    A canonização ocorrerá no meio do Sínodo para a Amazônia, que acontecerá entre os dias 6 e 27 de outubro.

Papa Francisco presidirá a cerimônia de canonização da Irmã Dulce, em Roma, no dia 13 de outubro
Papa Francisco presidirá a cerimônia de canonização da Irmã Dulce, em Roma, no dia 13 de outubro
Foto: ANSA / Ansa - Brasil
Ansa - Brasil   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade