PUBLICIDADE

Bolsonaro diz que está "empenhado" para proteger brasileiros

A mensagem no Twitter foi o primeiro pronunciamento do presidente brasileiro sobre a invasão russa à Ucrânia

24 fev 2022 - 17h05
(atualizado às 17h10)
Ver comentários
Publicidade
Presidente Jair Bolsonaro durante cerimônia em Brasília
25/11/2021 REUTERS/Ueslei Marcelino
Presidente Jair Bolsonaro durante cerimônia em Brasília 25/11/2021 REUTERS/Ueslei Marcelino
Foto: Reuters

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira, 24, que está "totalmente empenhado" para proteger e auxiliar brasileiros na Ucrânia.

"Nossa Embaixada em Kiev permanece aberta e pronta a auxiliar os cerca de 500 cidadãos brasileiros que vivem na Ucrânia e todos os demais que estejam por lá temporariamente", escreveu Bolsonaro no Twitter. O chefe do Executivo pede para que os brasileiros, especialmente aqueles que estiverem no leste da Ucrânia ou em zona de conflito, que mantenha contato direto com o governo brasileiro por meio da Embaixada. Além disso, disponibilizou um contato para plantão consular.

É a primeira fala do presidente brasileiro sobre a invasão russa à Ucrânia. Quando Bolsonaro visitou o presidente russo, Vladimir Putin, em Moscou, o presidente brasileiro manifestou "solidariedade" à Rússia.

Na manhã desta quinta-feira, o Ministério das Relações Exteriores divulgou nota pedindo a "suspensão imediata" das hostilidades após a Rússia invadir o território ucraniano. A nota foi a primeira manifestação oficial do governo brasileiro após o agravamento do conflito.

"O Brasil apela à suspensão imediata das hostilidades e ao início de negociações conducentes a uma solução diplomática para a questão, com base nos Acordos de Minsk e que leve em conta os legítimos interesses de segurança de todas as partes envolvidas e a proteção da população civil", disse o comunicado.

Estadão
Publicidade
Publicidade