Casos recordes e neve restringem celebrações no Japão

31 dez 2020
12h12 atualizado às 14h21
0comentários
12h12 atualizado às 14h21
Publicidade

Novas infecções por coronavírus na capital do Japão atingiram um recorde de 1.337 nesta quinta-feira, informou o governo metropolitano de Tóquio, e as celebrações da véspera de Ano Novo foram reduzidas enquanto o país luta contra uma terceira onda da pandemia. 

Foto: Issei Kato / Reuters

Em todo o país, os novos casos ultrapassaram 4.000 pela primeira vez, segundo a mídia local. 

Muitos voos também foram cancelados, depois que uma forte nevasca atingiu várias áreas do Japão na quinta-feira. 

O primeiro-ministro japonês, Yoshihide Suga, fez um apelo às pessoas para celebrar o Ano Novo de forma contida e evitar saídas não essenciais. 

A Japan Airlines e a All Nippon Airways cancelaram ou planejavam cancelar um total de cerca de 140 voos, informou a emissora pública NHK, acrescentando que os serviços de trem-bala foram suspensos em algumas partes da prefeitura de Yamagata, no norte do país. 

Um homem de 70 anos morreu em Iwate, também ao norte, após aparentemente cair em um rio enquanto tentava remover a neve com uma máquina escavadeira, de acordo com a NHK. 

O Japão tem sofrido com uma terceira onda de infecções por Covid-19 nas últimas semanas e na segunda-feira começou a barrar a entrada de estrangeiros não residentes após detectar variantes do vírus do Reino Unido e África do Sul.  

O ministro japonês da Economia, Yasutoshi Nishimura, disse na quarta-feira que o governo pode ter que considerar a declaração do estado de emergência se o número de casos de Covid-19 aumentar. 

A Agência Doméstica Imperial do Japão cancelou um evento anual de Ano Novo marcado para 2 de janeiro, no qual o imperador Naruhito e outros membros da família imperial saudariam os simpatizantes. 

As pessoas foram orientadas a escalonar as visitas aos santuários, destinos tradicionalmente populares na véspera e no dia de Ano Novo. 

Em Tóquio, onde a governadora alertou sobre uma potencial explosão de casos de Covid-19, os serviços extras de trem estão suspensos do final de 31 de dezembro a 1º de janeiro. 

"Quero enfatizar novamente que não há feriado de Ano Novo para o coronavírus. Peço que as pessoas passem as festas tranquilas em casa com suas famílias", disse a governadora de Tóquio, Yuriko Koike, segundo a agência de notícias Kyodo. 

Cerca de 3.480 pessoas morreram no Japão em 235.700 casos durante a pandemia até agora. 

 

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade