1 evento ao vivo

ELN: Estado investigará atentado em shopping na Colômbia

17 jun 2017
23h20
atualizado em 18/6/2017 às 10h06
  • separator
  • comentários

O grupo guerrilheiro Exército de Liberdade Nacional (ELN), a segunda guerrilha em importância na Colômbia, considerou neste sábado que o Estado deve investigar "a fundo" para identificar os culpados do "execrável" atentado em um shopping em Bogotá, que deixou pelo menos três mortos.

Atentado em Bogotá, na Colômbia, deixa 3 mortos e 9 feridos
Atentado em Bogotá, na Colômbia, deixa 3 mortos e 9 feridos
Foto: EFE

"@ELN_Paz repudia ataque em Shopping Andino contra civis. Compartilhamos a dor e nos solidarizamos com as vítimas", escreveu a guerrilha n sua conta do Twitter, na qual acrescentou que "pede seriedade a quem faz acusações infundadas e temerárias; há quem pretende assim fazer em pedaços os processos de Paz".

"O ELN jamais faria ações cujo objetivo seja afetar a população civil", acrescentou o grupo.

Pelo menos três mulheres, uma delas uma cidadã francesa de 23 anos, morreram após ficarem gravemente feridas no ataque ocorrido em um shopping no norte de Bogotá, informaram fontes de emergência da capital da Colômbia.

Veja também

EFE   

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade