PUBLICIDADE

Mundo

Agências da ONU pressionam Israel para permitir que ajuda alimentar chegue ao norte de Gaza, alertam sobre fome

26 mar 2024 - 14h33
(atualizado em 10/4/2024 às 16h51)
Compartilhar
Exibir comentários

O escritório humanitário da ONU fez um apelo na terça-feira que Israel revogue uma aparente proibição de entregas de alimentos ao norte de Gaza pela agência de refugiados palestinos da ONU, a UNRWA, dizendo que as pessoas no local estavam enfrentando uma "morte cruel pela fome".

Israel disse na segunda-feira que deixaria de trabalhar com a UNRWA em Gaza, acusando a agência de ajuda humanitária de perpetuar o conflito. A agência disse que Israel informou que não aprovaria mais seus comboios de alimentos para o norte de Gaza. Quatro dessas solicitações foram negadas desde 21 de março, segundo a agência.

"A decisão deve ser revogada", disse o porta-voz do Escritório das Nações Unidas para a Coordenação de Assuntos Humanitários, Jens Laerke, em um briefing em Genebra. "Não se pode afirmar que se adere a essas disposições internacionais da lei quando se bloqueia os comboios de alimentos da UNRWA".

A UNRWA, que fornece ajuda e serviços aos refugiados palestinos em Gaza e em toda a região, está em crise desde que Israel acusou uma dúzia de seus funcionários de envolvimento nos ataques do Hamas contra Israel em 7 de outubro. Como resultado, a UNRWA demitiu alguns membros da equipe e as alegações estão sendo investigadas.

Um relatório apoiado pela ONU este mês disse que a fome era iminente e que provavelmente ocorreria até maio no norte de Gaza.

James Elder, porta-voz da agência da ONU para crianças, Unicef, em Gaza, descreveu ter visto crianças "magras como papel" em um hospital no norte de Gaza e incubadoras cheias de bebês abaixo do peso de mães desnutridas.

"Dezenas de milhares de pessoas lotam as ruas", disse ele no mesmo briefing, descrevendo sua última visita ao norte na segunda-feira. "Elas fazem aquele sinal universal de mão na boca, pedindo e procurando desesperadamente por comida."

"A ajuda que salva vidas está sendo obstruída. Vidas estão sendo perdidas", disse ele. "Vi crianças cujo estado de desnutrição era muito grave, esquelético", disse ele.

Outras agências de ajuda também entregam pacotes de alimentos no norte de Gaza, embora a UNRWA diga que é a maior fornecedora.

Israel, que prometeu destruir o Hamas e teme que o grupo militante palestino desvie a ajuda, nega as acusações do Egito e das agências de ajuda da ONU de que tenha atrasado as entregas de ajuda humanitária, dizendo que a ONU não tem conseguido distribuir a ajuda dentro de Gaza.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade