0

Agência norte-americana aprova medicamento para perda de desejo sexual em mulheres na pré-menopausa

21 jun 2019
20h30
  • separator
  • 0
  • comentários

O órgão responsável pela aprovação de alimentos e medicamentos nos Estados Unidos, FDA, aprovou nesta sexta-feira um medicamento dos laboratórios Palatin Technologies e Amag Pharmaceuticals para restaurar o desejo sexual em mulheres na pré-menopausa. 

O remédio, Vyleesi, é a última tentativa de encontrar um tratamento que alguns nomearam como "viagra feminino", depois de vários fracassos. Analistas afirmam que o medicamento que trata de maneira efetiva e segura da perda de desejo sexual da mulher pode eventual chegar a vendas anuais de 1 bilhão de dólares. 

O Vyleesi, conhecido quimicamente como bremelanotida, ativa caminhos no cérebro envolvidos com o desejo sexual, ajudando mulheres em pré-menopausa com a Síndrome do Desejo Sexual Hipoativo (HSDD, na sigla em inglês). 

A droga competirá com o Addyi da Sprout Pharmaceuticals, uma pílula diária que foi aprovada para a HSDD em 2015, com um alerta restringindo o uso de álcool durante o tratamento. 

O Vyleesi teria várias vantagens em relação ao Addyi, inclusive efeitos colaterais toleráveis, ação rápida e não ser necessário todos os dias, segundo os analistas. 

O remédio é administrado com uma injeção no abdômen ou na coxa, usando um auto-injetor, pelo menos 45 minutos antes da atividade sexual. A FDA recomenda que não seja usado mais de uma dose dentro de 24 horas ou mais de oito por mês. 

    (Reporting by Saumya Sibi Joseph in Bengaluru)

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade