0

Em despedida, neto de Mandela diz: "o futuro deste país é brilhante"

14 dez 2013
06h06
atualizado às 06h17
  • separator
  • 0
  • comentários

Mandla Mandela, o neto mais velho do falecido ex-presidente sul-africano, garantiu neste sábado aos membros do partido governamental, o Congresso Nacional Africano (CNA), liderado por seu avô, que "o futuro deste país é brilhante". "Durante os últimos três dias me sentei junto de meu avô durante o velório na sede do governo em Pretória", lembrou durante a cerimônia que o CNA oferece a Mandela na base da Força Aérea de Waterkloof, em Pretória.

O neto, que discursou após vários dirigentes do partido, lembrou que seu avô deixou três filhos, 18 netos e 12 bisnetos. Mandla repassou também todos os feitos políticos que transformaram seu avô em um herói nacional
O neto, que discursou após vários dirigentes do partido, lembrou que seu avô deixou três filhos, 18 netos e 12 bisnetos. Mandla repassou também todos os feitos políticos que transformaram seu avô em um herói nacional
Foto: Reuters

"Fui testemunha -acrescentou- de seu Exército, de sua gente, do povo. E posso garantir ao CNA que o futuro deste país parece brilhante". "Ainda há um longo caminho para percorrer e nos encontraremos de novo no dia da liberdade", assegurou o neto.

Mandla Mandela também recitou o nome que seu avô recebia em seu clã, em uma saudação característica da realeza thembu do clã xhosa -do qual Mandela pertencia- a seu caixão: "Aaah! Dalibhunga", repetiu por três vezes.

O neto, que discursou após vários dirigentes do partido, lembrou que seu avô deixou três filhos, 18 netos e 12 bisnetos. Mandla repassou também todos os feitos políticos que transformaram seu avô em um herói nacional.

Destacou "seu intelecto político e seu incansável compromisso para fazer do mundo um lugar melhor", algo que continuou fazendo, inclusive, depois de se retirar da vida política. A solene cerimônia começou às 7h locais (3h de Brasília) e está previsto que termine por volta das 9h30 locais (5h30 de Brasília) na base militar aérea de Waterkloof.

A bandeira do CNA cobriu o caixão de Mandela
A bandeira do CNA cobriu o caixão de Mandela
Foto: Reuters

As Forças de Defesa Nacional da África do Sul entregaram o caixão ao Congresso Nacional Africano para a cerimônia de despedida, que foi protagonizada pelo partido governante. Apesar de estar envolvido o tempo todo com a insígnia nacional, a bandeira do CNA cobriu o caixão quando este foi entregue ao partido governante.

Após os discursos dos líderes do partido, o caixão voltará a ser envolvido na bandeira nacional e devolvido às Forças de Defesa Nacional para prepará-lo para o voo rumo ao aeroporto de Mthatha (sudeste), região onde se encontra Qunu, a aldeia na qual Mandela será enterrado amanhã.

Veja também:

Alemanha desenvolve aplicativo de rastreamento contra covid-19
EFE   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade