PUBLICIDADE

"Levei um tiro por causa de R$ 4”, diz jovem baleado por bombeiro no Rio

Mateus Domingues Carvalho, de 21 anos, perdeu o rim esquerdo após ser baleado pelo bombeiro Paulo César de Souza de Albuquerque

23 mai 2022 10h55
| atualizado às 10h56
ver comentários
Publicidade

O atendente do McDonalds Mateus Domingues Carvalho, de 21 anos, acredita que foi vítima de tiros por "motivo fútil". O jovem foi baleado pelo bombeiro Paulo César de Souza de Albuquerque na madrugada do dia 9 de maio, na Taquara, zona oeste do Rio de Janeiro.    

“Foi uma coisa muito fútil, cara. Se ele esperasse um minuto eu ia chamar o gerente, ele ia bater o cupom. Ele ia levar o que ele queria. Se eu não me engano o cupom dá uma diferença de R$ 4. Eu levei um tiro por causa de R$ 4”, desabafou Mateus em entrevista para o Fantástico, da TV Globo.

O jovem, que chegou a ficar internado por dez dias, perdeu o rim esquerdo após ser baleado na barriga. A bala atingiu também o intestino grosso e se alojou nas costas. Atualmente, ele usa uma bolsa de colostomia e vai passar por outra cirurgia para retirar a bolsa em dois meses.  

Mateus Domingues Carvalho, de 21 anos, perdeu o rim esquerdo após ser baleado pelo bombeiro Paulo César de Souza de Albuquerque
Mateus Domingues Carvalho, de 21 anos, perdeu o rim esquerdo após ser baleado pelo bombeiro Paulo César de Souza de Albuquerque
Foto: Reprodução/Globoplay/Fantástico

“Ainda está difícil aceitar que em poucos segundos, e por um motivo tão banal, a vida inteira tenha mudado assim. Não machucou só o meu corpo, então vai doer durante muito tempo. O estrago foi feito, isso é uma coisa que leva tempo pra curar... Entendeu? Ainda vai doer muito, muito, muito”, lamenta Mateus.

Paulo César foi preso preventivamente na sexta-feira (20). A sua defesa irá tentar revogar a prisão. O bombeiro alega que apertou o gatilho de forma acidental, mas a investigação da polícia e as imagens da câmera de segurança mostram que o tiro foi intencional. Ele será julgado por tentativa de homicídio duplamente qualificado.

Paulo César foi afastado do Corpo de Bombeiros e poderá ser expulso da corporação.  

 

 


 

Fonte: Redação Terra
Publicidade
Publicidade